Nova Zelândia: brasileiros deixaram vulcão pouco antes da erupção

Ao menos cinco pessoas morreram e 18 ficaram feridas. Autoridades seguem impossibilitadas de se aproximar da área devido a alto risco

New Zealand Police

atualizado 09/12/2019 14:51

Um casal de brasileiros estava na ilha de White Island, na Nova Zelândia, minutos antes de um vulcão entrar em erupção, na madrugada desta segunda-feira (09/12/2019). Alessandro Kauffman, que mora em Sydney, Austrália, disse nunca ter visto nada parecido.

“Foi cena de outro mundo, não tem como explicar. Só me resta agradecer por estar vivo e rezar por aqueles que ficaram lá”, relatou.

Segundo os primeiros relatos não oficiais, cerca de 120 pessoas estavam no local, que fica ao norte do país, distante 200 quilômetros de Auckland, maior cidade neozelandesa. Cinco mortes já foram confirmadas.

0

Alessandro contou que saiu do vulcão minutos antes da explosão. “Ainda estávamos bem perto quando aconteceu. Tinha um tour que estava entrando e, por conta disso, a gente ficou na ilha para ajudar essas pessoas. Teve muita gente queimada e ferida”, complementou.

O passeio de Alessandro é uma das atrações da região. O brasileiro leva turistas para se aventurar na cratera do vulcão.

O navio Ovation of the Seas, um dos maiores do mundo, estava na região com dezenas de passageiros e tripulantes na ilha no momento da erupção.

Câmeras transmitiam ao vivo um grupo de 12 pessoas andando na borda da cratera segundos antes da explosão. As imagens ficaram pretas por conta do forte impacto e não foi possível ver mais nada.

A primeira ministra neozelandesa, Jacinda Ardern, informou que a polícia e as equipes de resgate fazem um trabalho intenso na região. Novos boletins serão divulgados em breve.

Últimas notícias