Morre Ruth Bader Ginsburg, decana da Suprema Corte dos EUA, aos 87 anos

Ela foi vítima de um câncer de pâncreas. A morte foi confirmada pela própria Corte, em nota divulgada nesta sexta

atualizado 18/09/2020 21:06

A juíza Ruth Bader Ginsburg, a mais antiga da Suprema Corte dos Estados Unidos, morreu nesta sexta-feira (18/9), aos 87 anos. A líder da ala liberal foi vítima de um câncer no pâncreas, segundo comunicado da corte.

Em 1999, ela se curou de um câncer de cólon. Uma década depois, recebeu o diagnóstico de tumor no pâncreas, em um estágio inicial. Em dezembro de 2018, dois nódulos foram removidos do pulmão de Ruth.

Nos Estados Unidos, os juízes da Suprema Corte são nomeados de forma vitalícia. Por isso, ela era a mais antiga da Corte.

A morte de Ginsburg dá ao presidente Donald Trump a chance de expandir sua maioria conservadora com uma terceira indicação em um momento de profundas divisões no país às vésperas das eleições presidenciais em 3 de novembro.

Últimas notícias