EUA: funcionário é demitido ao deixar vacinas sem refrigeração de propósito

Mais de 500 doses de vacina contra Covid-19 foram descartadas em centro médico dos Estados Unidos após o episódio

atualizado 31/12/2020 14:52

vacina covid-19Aaron Chown - WPA Pool/Getty Images

Um funcionário do Aurora Medical Center, que fica em Wisconsin (EUA), foi demitido depois de deixar 57 frascos da vacina da empresa Moderna contra Covid-19 “intencionalmente” sem refrigeração, segundo informe feito pela instituição nessa quarta-feira (30/12).

Mais de 500 doses precisaram ser descartadas no sábado  (26/12) por ficarem sem refrigeração.

A emissora local WISN 12 afirmou que a organização Advocate Aurora Health disse que o funcionário admitiu ter tirado as doses de vacina da refrigeração intencionalmente.

A polícia de Grafdon informou que o FBI e a FDA (agência reguladora dos Estados Unidos) estão acompanhando e ajudando nas investigações, de acordo com o canal de TV FOX6 News Milwaukee.

“Nós imediatamente lançamos uma investigação interna, e fomos levados a acreditar que isso tinha sido causado por um erro humano. O indivíduo em questão reconheceu hoje que removeu intencionalmente a vacina da refrigeração. Nós notificamos as autoridades apropriadas para uma investigação aprofundada”, disse a empresa em nota enviada à imprensa.

“Nós continuamos a acreditar que a vacinação é o nosso caminho parra fora da pandemia. Estamos mais do que decepcionados que as ações deste indivíduo vão resultar no atraso de mais de 500 pessoas para receberem a vacina. Isso foi uma violação de nossos valores centrais, e o indivíduo não trabalha mais para nós“, concluiu.

0

Últimas notícias