“Estava bêbada”, diz mulher que acusa jornalista de estupro anal

Esta não é a primeira vez que Matt Lauer sofre denuncias de assédio: em 2017 ele foi um dos homens envolvidos nos casos #metoo

Noam Galai/WireImageNoam Galai/WireImage

atualizado 09/10/2019 20:06

Matt Lauer, um dos jornalista mais famosos dos Estados Unidos, está sendo mais uma vez acusado de estupro. O ex-apresentador do Today Show já havia sido demitido em 2017 da emissora NBC, após diversas mulheres o terem acusado de assédio.

Agora, Brooke Nevils, colega de trabalho do americano diz que ele forçou sexo anal com ela na Rússia, durante a cobertura das Olimpíadas de Inverno de 2014. O caso é contado no novo livro do jornalista americano Ronan Farrow, Catch and Kill (Capturar e Matar, em tradução livre).

Segundo o relato da vítima, eles estavam tendo um caso na época. No dia do crime, beijavam-se no quarto de hotel, quando o jornalista tentou fazer sexo anal. Ela disse que não queria. “Eu estava muito bêbada para consentir”, contou Brooke ao autor do livro. Ainda de acordo com a americana, ela pediu várias vezes para Lauer parar; como ele continuou, ela cessou os gritos e chorou silenciosamente.

Em uma carta aberta, o jornalista negou as acusações, dizendo que o sexo foi consensual. Além disso, escreveu que as alegações são falsas e desafiam o senso comum. “Não teve nada agressivo no nosso encontro. Brooke não fez ou falou nada naquele dia. Ela com certeza não chorou”, defendeu-se Lauer.

Debra L Rothenberg/FilmMagic
Durante anos, a jornalista Savannah Guthrie apresentou o Today Show ao lado de Lauer. Ela apoiou as mulheres que acusaram o ex-colega de bancada

A emissora NBC se manifestou sobre o caso durante uma transmissão ao vivo. “Essa notícia é chocante e estarrecedora, eu honestamente não sei o que falar”, disse a apresentadora Savannah Guthrie após a veiculação da reportagem com o relato da vítima. “Eu sei que não foi fácil para a nossa colega Brooke falar sobre o assunto. Nós apoiamos ela e todas as mulheres que o denunciaram. É muito dolorido para todos nós na NBC”, completou a jornalista.

Últimas notícias