metropoles.com

Twitter decide fechar escritório em Bruxelas e acende alerta na UE

Responsáveis pelo comando do departamento de moderação de conteúdos do Twitter deixaram a empresa na semana passada, segundo jornal

atualizado

Compartilhar notícia

Alexander Shatov/Unsplash
twitter
1 de 1 twitter - Foto: Alexander Shatov/Unsplash

O Twitter decidiu fechar as portas de seu escritório em Bruxelas, informou o Financial Times nesta quinta-feira (24/11). A informação preocupa autoridades da União Europeia (UE), que temem que a plataforma digital não cumpra as regras determinadas pelo bloco para a moderação de conteúdos potencialmente ofensivos ou que propaguem informações falsas.

Responsáveis pelo comando do departamento de moderação de conteúdos do Twitter, Julia Mozer e Dario La Nasa deixaram a empresa na semana passada, de acordo com fontes ouvidas pelo jornal britânico.

13 imagens
Naturalizado norte-americano, Elon Musk cresceu em um lar privilegiado. Na infância, no entanto, o bilionário sofria bullying na escola por gostar de estudar. Em um dos episódios de violência, inclusive, ele precisou ser hospitalizado ao ser espancado por outros estudantes
Autodidata, logo cedo se interessou por computação e, aos 12 anos, aprendeu programação. Ainda na adolescência, ele desenvolveu o código de um jogo de videogame e o vendeu para a revista Office Technology por US$ 500
Após seus pais se separarem, ele passou boa parte da vida com o pai. Depois, Musk se mudou para o Canadá, onde obteve cidadania por ser filho de uma canadense. No país do hóquei, ingressou na faculdade Queen's University, mas pediu transferência para a Universidade da Pensilvânia, nos EUA, onde obteve diploma em física e economia
Tempos depois, mudou-se para Califórnia a fim de começar um doutorado. Contudo, desistiu dos estudos para abrir a própria empresa. Do sonho, surgiu a Zip2, instituição que desenvolvia conteúdo para portais de notícias. Em 1999, porém, vendeu a companhia por mais de 300 milhões de dólares
No mesmo ano, segundo a Forbes, Musk cofundou a empresa X.com. A organização era um banco on-line que permitia transferências de dinheiro por endereços de e-mail. Anos depois, a empresa se fundiu com a Confinity e se transformou no Paypal, comprada pelo Ebay logo em seguida
1 de 13

Elon Reeve Musk, nascido em 1971, é um empresário, bilionário, empreendedor e filantropo. Natural de Pretória, na África do Sul, Musk é considerado um dos homens mais ricos do mundo

Dimitrios Kambouris / Getty Images
2 de 13

Naturalizado norte-americano, Elon Musk cresceu em um lar privilegiado. Na infância, no entanto, o bilionário sofria bullying na escola por gostar de estudar. Em um dos episódios de violência, inclusive, ele precisou ser hospitalizado ao ser espancado por outros estudantes

Theo Wargo / Getty Images
3 de 13

Autodidata, logo cedo se interessou por computação e, aos 12 anos, aprendeu programação. Ainda na adolescência, ele desenvolveu o código de um jogo de videogame e o vendeu para a revista Office Technology por US$ 500

Anadolu Agency / Getty Images
4 de 13

Após seus pais se separarem, ele passou boa parte da vida com o pai. Depois, Musk se mudou para o Canadá, onde obteve cidadania por ser filho de uma canadense. No país do hóquei, ingressou na faculdade Queen's University, mas pediu transferência para a Universidade da Pensilvânia, nos EUA, onde obteve diploma em física e economia

Maja Hitij /Getty Images
5 de 13

Tempos depois, mudou-se para Califórnia a fim de começar um doutorado. Contudo, desistiu dos estudos para abrir a própria empresa. Do sonho, surgiu a Zip2, instituição que desenvolvia conteúdo para portais de notícias. Em 1999, porém, vendeu a companhia por mais de 300 milhões de dólares

Pool / Getty Images
6 de 13

No mesmo ano, segundo a Forbes, Musk cofundou a empresa X.com. A organização era um banco on-line que permitia transferências de dinheiro por endereços de e-mail. Anos depois, a empresa se fundiu com a Confinity e se transformou no Paypal, comprada pelo Ebay logo em seguida

picture alliance / Getty Images
7 de 13

Durante esse período, Musk também fundou a SpaceX, fabricante de sistemas aeroespaciais. A companhia produz motores de foguete, espaçonaves e satélites de comunicação

Reprodução/Getty Images
8 de 13

Em 2003, Musk e um grupo de engenheiros fundaram a Tesla, fabricante de automóveis elétricos. A empresa também atua na área de armazenamento de energia e confecção de painéis solares. Em dezembro de 2021, o valor de mercado da companhia era de US$ 977 bilhões, segundo a Forbes

NurPhoto /Getty Images
9 de 13

Em 2022, o sul-africano passou a ocupar o topo na lista das pessoas mais ricas do planeta, criada pela Forbes, a maior publicação de economia e negócios do mundo. De acordo com o ranking, Elon Musk acumula patrimônio estimado em US$ 219 bilhões — aproximadamente R$ 1 trilhão

Britta Pedersen-Pool/Getty Images
10 de 13

Recentemente, Elon Musk anunciou a compra do Twitter. Ele virou assunto mundial após oferecer US$ 44 bilhões para adquirir a rede social

Patrick Pleul - Pool/Getty Images
11 de 13

Além dessas empresas principais, Musk também fundou ou participou da criação de diversas outras, tais como Neuralink, Starlink, Solar City e The Boring Company

Getty Images
12 de 13

Casado diversas vezes, Elon Musk é pai de oito filhos: X Æ A-Xii, Nevada Alexander Musk, Xavier Musk, Damian Musk, Exa Dark Sideræl, Griffin Musk, Saxon Musk e Kai Musk

SOPA Images / Getty Images
13 de 13

Em 2021, durante participação no programa Saturday Night Live, Musk afirmou ter sido diagnosticado com autismo

Getty Images

 

Entre outras atribuições, cabe ao departamento a aplicação de normas para a publicação de conteúdos, como parte de uma política de combate à desinformação.

“Estou preocupada com a saída de tantos funcionários do Twitter na Europa”, admitiu a vice-presidente da Comissão Europeia, Vera Jourová, ao FT. Segundo ela, “para tomar medidas contra a desinformação são necessários muitos recursos”.

“Especialmente no contexto da guerra de desinformação da Rússia, espero que o Twitter respeite plenamente a lei da UE e honre os seus compromissos”, prosseguiu Vera. “O Twitter tem sido um parceiro muito útil na luta contra a desinformação e os discursos de ódio e isso não deve mudar.”

Musk tem perda bilionária

Como noticiado pelo Metrópoles, o dono do Twitter, Elon Musk, viu sua fortuna despencar de US$ 340 bilhões para US$ 170 bilhões de novembro de 2021 para cá, segundo cálculos da Bloomberg.

Trata-se de uma perda de nada menos que R$ 900 bilhões em um ano, um mergulho inédito até mesmo para o clube dos bilionários.

As ações da empresa, negociadas na Bolsa de Nova York, despencaram nos últimos meses, depois que o próprio Musk foi obrigado a vender parte dos papéis para levantar os US$ 40 bilhões necessários para a compra do Twitter.

Demissões

No início de novembro, o Twitter demitiu cerca de metade de seus 7,5 mil funcionários – o escritório no Brasil foi afetado. Segundo estimativas do próprio Musk, a companhia vinha perdendo US$ 4 milhões por dia.

Três dias após as demissões, o Twitter entrou em contato com dezenas de funcionários que haviam sido desligados pedindo para que voltassem aos seus cargos. Eles teriam sido dispensados por engano, de acordo com a Bloomberg.

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comNotícias Gerais

Você quer ficar por dentro das notícias mais importantes e receber notificações em tempo real?