Desabamento em Miami pode ser resultado de mudança climática. Entenda

Especialistas apontam que aumento no nível do mar é preocupante na região e pode causar mais acidentes

atualizado 29/06/2021 13:35

Divulgação/Miami Dade Fire Rescue

O desabamento da torre sul do complexo Champlain Towers, na madrugada da última quinta-feira (24/6), pode ter sido causado por uma combinação de mudanças no terreno, construções inadequadas na costa e leis inapropriadas em relação aos efeitos da mudança climática, segundo especialistas.

A hipótese é que o aumento de 12,7 centímetros no nível do mar no sul da Flórida causou uma maior pressão nas estruturas do prédio. “Quando este prédio foi construído, há 40 anos, os materiais usados não eram tão fortes quanto à intrusão de água salgada, que tem o potencial de corroer o concreto e aço das fundações”, explicou o professor Zhong-Ren Peng ao The Guardian.

“Rachaduras no concreto permitem que água do mar entre, o que causa mais reações e o aumento das rachaduras. Se não for tratado, pode causar danos à estrutura”, afirma.

Especialistas ouvidos pelo jornal apontam que até mesmo novas construções estão sob risco, uma vez que os códigos legislativos ainda não levam em consideração o problema do aumento no nível das águas.

0

Estudos mostram que, em 2060, até 40% de Miami pode estar submersa. Para desacelerar o processo, a prefeitura da cidade planeja constuir um muro para proteger a cidade do oceano.

No entanto, a medida não solucionaria o problema por completo, uma vez que o maior dano é feito por água embaixo do solo.

Segundo o Corpo de Bombeiros de Miami, 150 pessoas ainda estão desaparecidas, e 11 vítimas foram localizadas.

 

Mais lidas
Últimas notícias