Bush foi surpreendido por visita de Bolsonaro, diz assessor

Freddy Ford revelou à imprensa que o ex-presidente norte-americano fez convite por cortesia

Reprodução/TwitterReprodução/Twitter

atualizado 15/05/2019 19:51

O assessor do ex-presidente dos Estados Unidos George W. Bush, Freddy Ford, afirmou que o republicano foi surpreendido pela visita do presidente Jair Bolsonaro (PSL) em Dallas, no Texas (EUA), na tarde desta quarta-feira (15/05/2019). A declaração foi feita à Veja.

“Ele concordou em se encontrar com o presidente Bolsonaro em seu escritório quando soube de sua visita à cidade – uma cortesia que ele regularmente estende aos dignitários estrangeiros quando estão nesta região”, explicou Ford à revista.

A reunião estava marcada para às 17h (horário de Brasília) e foi divulgada pelo Palácio do Planalto, mas a assessoria de imprensa da Presidência da República não divulgou detalhes sobre o encontro. Por volta das 19h, Bolsonaro publicou um registro no Twitter. “Uma saudável e produtiva conversa”, declarou o presidente.

Jair Bolsonaro chegou ao Texas na manhã desta quarta-feira para receber a premiação de personalidade do ano, na quinta-feira (16/05/2019).

Veja fotos da agenda de Bolsonaro nos Estados Unidos:

Homenagem
Bolsonaro chegou ao Texas na manhã desta quarta-feira para receber a premiação de personalidade do ano, na quinta-feira (16/05/2019).

A cerimônia seria realizada inicialmente no Museu de História Natural em Nova York. Contudo, a própria entidade desistiu de sediar o evento, que também enfrentou a resistência do prefeito da cidade, Bill de Blasio – com direito a troca de farpas via Twitter – e de organizações de defesa do meio ambiente.

Apesar de Bolsonaro ter sido aceito em Dallas, o prefeito da cidade, Mike Rawlings, também não simpatizou com a ida do brasileiro. Na semana passada, por meio de nota, Rawlings afirmou que “discorda fortemente de algumas das posições declaradas do presidente Bolsonaro”.

Compromissos
Jair Bolsonaro também terá um jantar reservado, nesta quarta-feira. O evento de premiação de personalidade do ano está marcado para quinta, ao meio-dia (hora local), com a oferta de um almoço.

O presidente dará uma entrevista à entidade que o homenageia e, na sequência, fará uma transmissão ao vivo nas redes sociais.

A previsão é que Bolsonaro decole de volta a Brasília por volta das 20h, com chegada prevista apenas na manhã de sexta-feira (17/05/2019).

Comitiva
Além da primeira-dama, Michelle Bolsonaro, o presidente terá a companhia de uma comitiva de parceiros brasileiros: o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo; ministro da Economia, Paulo Guedes; ministro de Minas Energia, Bento Albuquerque; ministro-chefe da Secretária de Governo, Carlos Alberto Santos Cruz; ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional, Augusto Heleno; secretário-executivo da Casa Civil, José Vicente Santini; e o presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães. Além destes, segue junto ao presidente o governador de São Paulo, João Doria; o governador do Acre, Gladson Cameli ; o deputado federal Hélio Lopes (PSL-RJ); e o deputado federal Marco Feliciano (Podemos-SP).

Últimas notícias