*

As padarias artesanais caíram no gosto dos brasilienses, e a cada mês o segmento ganha novas operações. A última marca lançada no mercado é a Bäckerei (fala-se Bequerai) e a palavra significa padaria em alemão.

O lançamento vem acompanhado de uma estratégia de expansão agressiva. A primeira unidade abriu as portas no Brasília Shopping, no último dia 3/11; a segunda, será inaugurada em dezembro, na galeria do Cine Karim, localizada na 110/111 Sul; e a terceira loja vai ocupar um ponto no Plaza Norte, na quadra 110/111 Norte. A previsão de funcionamento é janeiro de 2018.

“Nosso desejo era abrir um espaço para investir em novidades que ainda não são acessíveis na gastronomia brasiliense”, explica a proprietária Ana Victoria Neddermeyer, de 31 anos. Ao lado do amigo Mac Marques, 40 anos, ela uniu forças com o chef patissier francês Dominique Ganster para seguir com o projeto.

“Dominique desenvolve todos os produtos da patisserie seguindo as tendências europeias e tem apostado em inovações que ainda não chegaram ao Brasil”, afirma Vick. O forte da casa é a panificação e a confeitaria com pegada francesa. Entre os itens que ganham destaque no cardápio, estão os macarons, feitos com 100% de farinha de amêndoas e vendidos a partir de R$ 3,90 a unidade; o Pain a la Bierre, produzido com cerveja e purê de batata; o Pão de Nozes com Gorgonzola (“É o campeão de vendas e todo dia vendemos a produção completa.”) e ainda as eclairs Dominique, batizada em homenagem ao patissier.

O mix de produtos se completa com folhados (o de salmão com alho poró é hit de vendas), croissants (“A opção recheada de cogumelos e queijo gruyere é uma das mais pedidas.”) e quiches. Nos próximos dias, será lançada uma carta de chás para harmonizar com os produtos da padaria e confeitaria. Os valores começarão a partir de R$ 6, a unidade. Nas lojas da Asa Sul e da Asa Norte, a marca oferecerá café da manhã, chá da tarde e serviço de petspot (“Estamos desenvolvendo uma linha de petiscos para cachorros.”).

Matérias-primas selecionadas
Para a dupla de empresários e chefs, um dos principais problemas da cena gastronômica de Brasília é que não se sabe o que está sendo consumido nos restaurantes, bares, padarias, confeitarias e lanchonetes. Para tentar trazer luz à polêmica, a Bäckerei não utiliza creme de leite de caixinha e gordura hidrogenada. “Investimos em farinhas importadas, nossos pães de fermentação natural não têm melhorador na massa e vamos apoiar os pequenos produtores locais. Hoje, vendemos geleia de morango com baunilha do cerrado; macaron de banana com maracujá; e pão com rapadura e castanha do Pará”, conta a chef, formada em Gastronomia no Iesb, que acumula passagens pelo Gero, Gazebo e Fatto.

Para os intolerantes, Vick confirma que todos os pães são indicados para veganos, já que não têm leite ou manteiga na receita, e que o muffin de banana é a pedida para quem não pode consumir lactose. “Estamos desenvolvendo também uma linha de doces sem açúcar”.

Perguntados sobre a decisão de investir em um projeto arrojado em meio à um momento de instabilidade econômica, Mac e Vick são realistas. “Na crise, existem oportunidades para quem faz um trabalho bem feito. Estamos muito atentos às matérias-primas e a experiência do cliente. Vejo que em Brasília, apesar da crise, o setor de padaria está crescendo e há boas propostas como o Varanda Pães Artesanais, que curtimos bastante”, pontua Mac. “Estamos apostando que o Brasil vai sair dessa e enquanto isso não acontece vamos investindo no segmento e gerando empregos para movimentar o cenário econômico”, finaliza a chef.



 

COMENTE

Brasília ShoppingpadariasconfeitariaBäckereivick neddermeyer