Chefs André Castro e William Chen lançam delivery com 6 marcas

A Ágile reunirá hamburgueria, pizzaria, além marcas de comida saudável, asiática, italiana e de frutos do mar e pescados

atualizado 28/01/2021 11:00

Foto: Gustavo Moreno/Metrópoles

A forma como consumimos comida tem mudado muito nos últimos anos e pandemia acelerou diversos processos. Com os cuidados necessários para evitar o contágio da Covid-19, os brasileiros passaram a cozinhar mais e se renderam principalmente ao delivery. Os gastos com aplicativos de entrega de comida cresceram 103% de janeiro a junho de 2020, segundo um levantamento da startup de gestão de finanças Mobills. E esse foi o momento ideal para o chef André Castro, que comanda o restaurante Authoral, tirar do papel uma ideia antiga: a Ágile Food, uma cozinha digital que reúne seis operações de delivery.

Pensada como uma dark kitchen, ou cozinha digital, como foi batizada, a Ágile focará em comidas feitas apenas para entrega, sem o tradicional serviço de salão. A princípio, o serviço contará com seis operações com diferentes tipos de culinária funcionando no mesmo espaço. O empreendimento oferecerá hambúrgueres com a Only Burguer e pizzas com a Taglio, sob comando do chef Jaqueson Dichoff. As comidas asiáticas ficam por conta da 101º Cozinha Asiática, nome que homenageia o meridiano que corta Bangkok, a capital da Tailândia. O projeto terá ainda os preparos saudáveis da Fresko, o Camarón com serviço de pescados e a Italiotto com comida italiana. Os menus têm assinatura do chef André.

A proposta é que em fevereiro a cozinha esteja em pleno funcionamento. “O endereço na Asa Norte vai atender aos moradores da região e também da Asa Sul, Noroeste e Sudoeste. E nosso plano não é ficar apenas em Brasília. A ideia é abrir uma filial da Ágile em vários estados, começando por São Paulo”, diz Castro. 

0
Parceria

Para colocar o projeto Ágile em prática, André Castro convidou o amigo de longa data, Tércio Farias e o também chef William Chen, que encerrou o bar 2gather no Pontão do Lago Sul, em 2020. “Eu precisava que ele tocasse parte da operação para eu poder olhar para o todo”, explica. O perfil planejado e habilidoso que os dois compartilham se tornou um importante ingrediente na parceria ambiciosa.

“O projeto é muito maior do que um chef só consegue abraçar. O André precisava de alguém que fosse quase um clone dele. E é verdade, nossas competências são muito parecidas”, conta Chen. Ele acredita ainda que a cozinha dos dois se assemelha em mais um aspecto: ambos têm domínios técnicos fortes na cozinha contemporânea. 

Segundo Chen, “o objetivo é focar em comida boa sem firulas”. Os pratos serão receitas mais conhecidas e tradicionais. Ele ressalta também que escolheram o que era mais atrativo para os clientes. “São marcas que têm maior potencial de venda. Coisas mais consagradas, que normalmente vendem bem no delivery.”

De dar água na boca

Receitas com sabores populares e queridinhos, bem distantes do que é servido no Authoral, devem marcar os menus. Entre as opções do cardápio, o chef adianta as Croquetas cremosas, o pãozinho recheado Baozi e o Frango General Tso, uma variação do frango agridoce com shoyu.

A lista também conta com Camarão ao curry thai com abacaxi e Camarão flambado na cachaça ao creme de jerimum com requeijão cremoso. Quem prefere os italianos pode ansiar pelo Polpetone à parmegiana e pelo Risoto de gorgonzola com rúcula e chips de bacon.

O Baozi será um dos pratos disponíveis
Trabalho de impacto

“Eu tinha um sonho, que era devolver para a gastronomia tudo que ela me deu. E esse sonho virou uma ideia. Essa ideia virou uma visão”, lembra o chef André com empolgação. Para a Ágile ele planejou muito mais do que oferecer um novo delivery aos brasilienses. Um dos braços principais do empreendimento é causar impactos na sociedade e no meio ambiente. 

E é a cerca de 2.200 km de Brasília que está a iniciativa social mais impactante do Ágile. “A gente vai fazer uma cozinha escola para ensinar gastronomia para uma molecada no interior do Rio Grande do Norte, numa cidade bem humilde. E essa galera vai poder sair de lá e ir para a capital, para Fortaleza ou para cá. Depois a gente vai empregar esses jovens nas nossas cozinhas digitais. A ideia é que 20% dos funcionários de cada Ágile venha desse projeto”, relata André Castro.

Ele revela ainda que atualmente existe um projeto parecido em andamento, A Vila dos Sonhos. O local abriga uma comunidade de quilombolas próxima a Salvador. Lá, mulheres negras, pobres, mas empreendedoras, fazem beiju (ou tapioca) e vendem numa feira local. André conta que vão “ensinar marketing, criar adesivos para as embalagens, ensinar a vender online, criar um Instagram para a comunidade e fazer um MEI para elas”. Além disso, ele relata que também vão reformar as casinhas de beiju em que elas trabalham, pois estão em condições precárias. 

“Outro projeto desenvolvido busca transformar resíduos de casca e cabeça de camarões para produção de farinhas, caldos, ração animal e mais. Isso vai gerar uma renda para comunidades pobres no Nordeste”, adianta André 

Os chefs William Chen e André Castro encaram uma nova empreitada gastronômica
Fique de olho!

Quem ficou curioso com o projeto ou tem interesse em saber mais sobre empreendedorismo e gestão na área de food service,  fica a dica. Na primeira quinzena de fevereiro, o chef André vai lançar um podcast chamado Café com Camarão. “Me dá tesão receber pessoas, bater um papo com conteúdo. A gente quer mostrar que é possível um pequeno empresário cuidar melhor do negócio dele. Apresentar ferramentas e abrir a cabeça mesmo”, enfatiza.

Últimas notícias