Treinador de jiu-jítsu tem processo de estupro arquivado nos EUA

Brasileiro Rafael Freitas foi denunciado por uma aluna em novembro de 2020 e atualmente treina nomes do UFC como Holly Holm

atualizado 13/04/2021 17:24

Treinador brasileiro de jiu-jítsu Rafael FreitasReprodução/Instagram

Rafael “Barata” Freitas, treinador de Jiu-Jítsu de atletas como Holly Holm e Michelle Waterson, recebeu na última sexta-feira (9/4), a notícia de que a promotoria de Albuquerque, nos Estados Unidos, retirou uma acusação de estupro contra o brasileiro.

Freitas foi denunciado de abuso sexual por uma aluna, em novembro de 2020, e chegou a ser preso devido à acusação. Segundo o ABQjournal.com, não há provas concretas na investigação para condenar o treinador brasileiro.

O fato do brasileiro de 37 anos ter residência em Albuquerque também influenciou no caso. Na época das acusações, Rafael respondeu em liberdade.

Vídeos
Últimas notícias