Coronavírus: COI promete flexibilizar classificação olímpica

Paralisação, suspensão e/ou cancelamento das principais competições no mundo obrigaram entidade a se manifestar

atualizado 16/03/2020 16:02

A pandemia do coronavírus, que obrigou órgãos esportivos a cancelarem as principais competições do mundo neste início de 2020, motivou o Comitê Olímpico Internacional (COI) a anunciar mudanças no sistema de classificação para a Olimpíada. Sem realizar seletivas, o COI afirmou que flexibilizará o caminho para Tóquio.

“Jantei com Thomas Bach na noite passada, tivemos reuniões, telefonamos de seu escritório na sexta-feira (13), há confiança nos japoneses e ele me deu instruções para garantir sejamos o mais flexível possível com a alteração da das regras de classificação para as federações. Isso vai acontecer”, afirmou John Coates, vice-presidente do COI, em entrevista ao jornal The Australian.

O australiano garantiu ainda que a Olimpíada, marcada para começar no dia 24 de julho, não será afetada e terá início na data pré-estabelecida. Ele rechaçou o comentário do ex-vice-presidente do COI, Dick Pound, que afirmou “ser impossível a Olimpíada começar na data correta”.

“O COI não reconheceu nenhuma data que Dick inventou e acho que Dick recuou também. Tudo começa no dia 24 de julho. Estou muito feliz que os países estejam adotando essas medidas que claramente alguns países europeus deveriam ter adotado antes”, garantiu.

 

Vídeos
Últimas notícias