Coronavírus: funcionário da McLaren melhora e não tem sintomas

Os outros funcionários da McLaren voltaram à Grã-Bretanha, mas não irão à sede da equipe por duas semanas por precaução

atualizado 16/03/2020 9:25

A McLaren revelou nesta segunda-feira (16/03) que o membro da equipe que testou positivo para o coronavírus antes do GP da Austrália “está se recuperando bem” e que seus “sintomas desapareceram”. A equipe britânica desistiu de participar da prova de abertura da temporada de 2020 da Fórmula 1 por causa do teste positivo na última quinta-feira (12/03). Posteriormente, na sexta (13/03), a corrida foi cancelada.

Quatorze membros da equipe também foram colocados em quarentena de duas semanas em um hotel de Melbourne após entrarem em contato próximo com a pessoa que deu positivo para o vírus. De acordo com Zak Brown, CEO da McLaren, todos estão bem. Os outros funcionários da McLaren voltaram à Grã-Bretanha, mas não irão à sede da equipe por duas semanas por precaução.

“O apoio que eles têm recebido de seus companheiros de equipe, nossos parceiros, membros da comunidade da F-1 e fãs de todo o mundo o mundo tem sido fantástico e nossos agradecimentos a todos eles”, acrescentou o dirigente.

Os pilotos Carlos Sainz Jr. e Lando Norris também estão bem, mas vêm sendo mantidos fisicamente longe do restante da equipe, embora permanecendo em constante comunicação.

A temporada da Fórmula 1 não será retomada antes de maio, pois a prova na Austrália foi cancelada, enquanto que os GPs do Bahrein, do Vietnã e da China foram adiados, sem uma nova data determinada.

Vídeos
Últimas notícias