Federer supera segundo set ruim e vence Nadal em #Fedal 40

Em mais um capítulo da maior rivalidade da história do tênis, suíço bateu espanhol e tenta o eneacampeonato de Wimbledon neste domingo

Getty ImagesGetty Images

atualizado 12/07/2019 19:23

O mundo do tênis viu, na tarde desta sexta-feira (12/07/2019), mais uma exibição de gala de Roger Federer e Rafael Nadal na quadra central de Wimbledon. Em partida válida pela semifinal, o suíço e o espanhol, números 3 e 2 do mundo, respectivamente, brindaram os torcedores com um jogo eletrizante, repleto de longas trocas de bola e com resultado favorável a Federer após 3h02m de jogo, por 3 x 1 (7/6, 1/6, 6/3 e 6/4). Com a vitória, o suíço, oito vezes campeão na grama sagrada de Londres, conquistou lugar na final do Grand Slam (a série dos quatro torneios mais importantes do esporte), quando enfrentará, neste domingo (14/07/2019), o sérvio Novak Djokovic.

Apesar de ter dito, nos dias que antecederam a partida, que a eliminação sofrida diante de Nadal em Roland Garros há cerca de um mês, Roger Federer começou disposto a mostrar que, longe do saibro, o desfecho na tarde desta sexta (12/07/2019) seria diferente. Ambos os jogadores iniciaram o jogo com tranquilidade para confirmar seus games de serviço, em um panorama que se manteve até o oitavo game da partida. A partir daí, tanto Federer quanto Nadal passaram a ter dificuldades nos games de serviço, incluindo no tiebreak, quando os dois tenistas não tiveram dificuldades para conquistar minibreaks. Mais tranquilo na reta final do primeiro set, o suíço abriu vantagem no game de desempate e venceu o tiebreak por 7/3, abrindo 1 x 0 na partida.

À frente no placar, Federer começou o segundo set a todo vapor. Sentindo-se confortável na relva londrina, o suíço chegou a ter um duplo break point logo no quarto game, quando o espanhol vencia o jogo por 2/1. Nadal, porém, manteve os ânimos no lugar e não só salvou os pontos de quebra como não teve maiores problemas para fechar o segundo set por tranquilos 6/1, mostrando que não estava entregue no jogo.

As quebras de saque sofridas na parcial anterior fizeram com que Federer começasse o terceiro set mais ligado, sobretudo nos games em que o suíço quem servia. Mas foram as devoluções que fizeram a diferença na parcial. Retornando melhor os saques, e incomodando muito o espanhol, Federer não demorou a conseguir uma quebra de serviço providencial, permitindo que ele abrisse vantagem de 3/1. A quebra de vantagem foi o suficiente para que o suíço apenas administrasse a vantagem até o fim do set e fechasse com vitória parcial por 6/3 e abrisse 2 x 1 no jogo.

O set que definiu a partida foi recheado de emoções e alternativas. Ávido por se garantir na decisão, Federer conseguiu a quebra de serviço já no terceiro game. Em vantagem, o suíço manteve a precisão e a profundidade nos golpes, forçando Nadal a improvisar em alguns momentos. Pressionado, o espanhol sacou em 3/5 e viu o adversário ter a chance de fechar a partida. Mas, mostrando a tradicional raça, Nadal se recusou a entregar a partida facilmente e forçou Federer a sacar no 5/4 para liquidar a fatura. Foram necessários 5 pontos para que o suíço, contando com uma bola fora do espanhol, fechasse o set por 6/4 e o jogo em 3 x 1, garantindo sua participação na decisão de Wimbledon pela 12ª vez na carreira.

Com a vitória, Roger Federer diminuiu um pouco a vantagem de Rafael Nadal no confronto direto entre os dois. Agora, o espanhol lidera a série por 24 x 16.

Classificação

PosTimePÚltimos
jogos
1Flamengo77
W D W W W
2Palmeiras67
W W W W D
3Santos64
D W W W W
4Grêmio56
W W W W W
5São Paulo52
W L W L L
6Athletico-PR50
W D W D W
7Internacional49
W D L L W
8Corinthians49
D L L W D
9Bahia43
L L D D L
10Goiás42
L D W L L
11Vasco42
D L D L W
12Atlético-MG40
L L D W D
13Fortaleza39
D W D L W
14Botafogo36
L L L L W
15Ceará36
D W L W L
16Cruzeiro35
D W D D D
17Fluminense34
D L D W L
18CSA29
L W L L L
19Chapecoense22
D W L D L
20Avaí17
L L L L L
Últimas notícias