Paixão pelo UFC faz torcedor se hospedar em hotel de lutadores

Educador físico Sebastião Mattos acompanha as lutas da organização desde 1993, quando alugava fitas VHS para acompanhar os combates

Educador físico Sebastião Mattos se hospedou no hotel que recebe os lutadores do UFCArquivo pessoal

atualizado 14/03/2020 15:02

As alterações na programação do UFC causadas pelo coronavírus obrigou os torcedores brasilienses a se reorganizarem. O evento, marcado para este sábado (14/03), será realizado com portões fechados e restou aos brasilienses assistirem ao evento provavelmente em casa. Mas o educador físico Sebastião Mattos não se contentou em ficar tão longe da noitada de lutas. Em uma medida extrema, ele se hospedou no hotel que abriga a comitiva da organização norte-americana em Brasília.

Sebastião é fã do UFC desde os primórdios do evento, que teve o primeiro evento realizado em 1993. Durante os anos 1990, o educador físico alugava as fitas VHS em locadoras para ficar por dentro dos combates, que chegaram a ser disputados sem limite de tempo e sem divisão de peso.

Durante evento no Rio de Janeiro, Sebastião Mattos garantiu uma foto com o locutor Bruce Buffer

Desde 2011, quando o evento presidido por Dana White passou a bater ponto no Brasil, Sebastião se tornou um verdadeiro andarilho, comparecendo a quase todos os eventos realizados no país.

Ele havia se preparado para estar próximo ao octógono neste sábado. Comprou ingresso com antecedência, organizou os horários na academia onde dá aulas e cancelou os compromissos do fim de semana. A notícia de que o evento seria realizado com portões fechados caiu como uma bomba para Sebastião. Ele, entretanto, não hesitou em conseguir um quarto no hotel, localizado na região central de Brasília. O espaço, aliás, é o mesmo que abrigará as instalações da imprensa durante o evento.

“Como o evento será de portões fechados por causa do Decreto do GDF, resolvi dar o meu jeito de ficar perto dos lutadores. Foi a alternativa que encontrei. Mas assistir às lutas eu vou assistir em casa mesmo. Vai ser o jeito.”, ressalta.

A estada no hotel rendeu fotos com praticamente todos os atletas que subirão ao octógono na noite deste sábado. Segundo ele, a recepção dos lutadores foi muito boa.

“Todos os lutadores foram muito educados comigo, muito receptivos. Até mesmo os estrangeiros”, celebrou.

Relação com Rodrigo Minotauro

Durante a passagem do UFC em Brasília, Sebastião teve a oportunidade de ter uma relação mais próxima com ninguém menos que o ex-campeão mundial peso-pesado Rodrigo Minotauro. Um dos ícones da história do UFC, Minotauro agora é dirigente do evento no Brasil e está na cidade também para promover o card. O ex-lutador é amigo pessoal do marido de uma aluna de Sebastião, o que tornou a ponte entre os dois mais fácil.

Prova disso foi a programação do educador físico na manhã deste sábado. Após fazer o check-out no hotel, ele se dirigiu para um treino de jiu-jitsu que contou com a participação de Minotauro. Um novo encontro entre os dois já está até combinado.

“A relação ficou mais próxima, sim. Já surgiu a oportunidade de nos encontrarmos de novo no UFC 250, em São Paulo”, revela, em referência ao card marcado para maio, na capital paulista.

 

Vídeos
Últimas notícias