metropoles.com

Novak Djokovic vence Sinner e conquista o 7º título do ATP Finals

A vitória fez com que o sérvio se tornasse o maior vencedor do ATP Finals com sete títulos, deixando Roger Federer para trás

atualizado

Compartilhar notícia

Clive Brunskill/Getty Images
Imagem colorida de Djokovic beijando troféu - Metrópoles
1 de 1 Imagem colorida de Djokovic beijando troféu - Metrópoles - Foto: Clive Brunskill/Getty Images
Jannik Sinner teve a chance de eliminar Novak Djokovic no ATP Finals, mas venceu Holger Rune, viu o sérvio avançar de fase e acabou castigado na grande decisão do ATP Finals ao perder para o número 1 do mundo por 2 sets a 0, com duplo 6/3, neste domingo (19/11), no Pala Alpitour, em Turim, na Itália, em 1h42min de partida.

A vitória fez com que Djokovic se tornasse o maior vencedor do ATP Finals com sete títulos, deixando Roger Federer para trás, com seis. Sinner, que tinha o apoio da torcida, sentiu o gostinho de ser campeão, mas acabou fazendo a sua pior partida do torneio e caiu diante do sérvio. Mesmo assim, foi ovacionado pelos torcedores ao receber o troféu e ficou claramente emocionado pelo carinho dos fãs.

Vencer Djokovic em uma competição nunca é fácil, ter que vencer duas vezes é ainda mais complicado. Sinner levou a melhor sobre o sérvio na primeira fase, mas não conseguiu repetir o feito na decisão e acabou ficando com o vice-campeonato, na sua melhor participação no ATP Finals.

“Muito especial. Uma das melhores temporadas que tive na minha vida, sem dúvida. Coroar isso com uma vitória sobre um herói da cidade, Jannik, que jogou um tênis incrível esta semana, é fenomenal. Estou muito orgulhoso das atuações destes últimos dois dias contra Alcaraz e Sinner, provavelmente os dois melhores jogadores do mundo depois de mim e de Medvedev no momento. Da forma como eles têm jogado, tive que intensificar… foi o que fiz”, disse Djokovic, que venceu quatro dos cinco confrontos que fez contra Sinner até aqui.

Djokovic conquistou 24 títulos de Grand Slam e venceu 55 dos 61 jogos realizados na temporada. Sinner também teve um ano brilhante ao vencer 61 confrontos e perder apenas 15. O italiano venceu o Masters 1000 do Canadá, além de torneios de Montpellier, Pequim e Viena.

Com a intenção de não cometer os mesmos erros da fase de grupo, quando perdeu para Sinner, Djokovic tratou a partida com muita seriedade e não deu a menor chance para o adversário. Apesar do jogo ter bons ralis, o sérvio se mostrou mais frio e conseguiu abrir 3 a 1 com extrema facilidade. Em vantagem, continuou tendo um bom aproveitamento nos aces para fechar o primeiro set com 6/3.

No segundo set, o sérvio continuou arrasador e ficou muito próximo de abrir 3 a 0, quando Sinner resolveu jogar e chegou a dificultar a vida do número 1 do mundo. Mas o brilho do italiano durou pouco tempo. Djokovic voltou a tomar conta da partida, impediu a recuperação do rival e confirmou a vitória com um novo 6/3.

Destaque para o sétimo game, que durou 16 minutos. Djokovic e Sinner travaram bons duelos, mas o sérvio confirmou o favoritismo e impediu que o italiano o vencesse duas vezes no mesmo torneio.

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comEsportes

Você quer ficar por dentro das notícias de esportes e receber notificações em tempo real?

Notificações