Zlatan Ibrahimovic é acusado de homofobia na Itália

Atacante do Milan fez piada com cantor transgênero e revolta Partido Gay italiano

atualizado 06/03/2021 13:47

IbrahimovicFrancesco Pecoraro/Getty Images

Após entrar em uma discussão acerca do ativismo político de LeBron James, Zlatan Ibrahimovic se envolveu em outra confusão. Durante o festival de música de Sanremo, o veterano atacante do Milan fez uma piada com cantor transgênero e foi acusado de homofobia pelo porta-voz do Partido Gay, Fabrizio Marrazzo.

O sueco foi um dos anfitriões da atração. Em determinado momento, o apresentador Amadeus perguntou o que ele faria com Achille Lauro, rapper italiano transgênero. “Vamos colocá-lo na garagem para cuidar dos carros, os ladrões não vão entrar e não vão roubar nada porque têm medo dele”, respondeu o jogador.

Ao jornal La Repubblica, Fabrizio Marrazzo afirmou que a fala de Ibrahimovic foi feita em tom “depreciativo e machista”, além de lembrar: “Ibrahimovic na Espanha, em 2010, fez uma piada homofóbica quando um jornalista perguntou se ele era gay e ele respondeu: ‘traga-me sua irmã’.

0

Vídeos
Últimas notícias