Volta do público: vice do Grêmio chama Flamengo de “privilegiadinho”

"Nós da diretoria estávamos realmente muito chateados, porque é um regulamento que não está sendo cumprido", disse Herrmann

atualizado 20/09/2021 13:42

Marcos Herrmann GrêmioLucas Uebel/Grêmio

Marcos Herrmann, vice-presidente do Grêmio, voltou a falar sobre a polêmica do retorno do público aos estádio depois da vitória do Tricolor Gaúcho sobre o Flamengo nesse domingo (19/9), por 1 x 0, no Maracanã. Ao alfinetar o time da casa, ele chamou o adversário de “privilegiadinho”.

O Rubro-Negro teve torcida presente no jogo de volta das quartas de final da Copa do Brasil, na última quarta-feira (15/9), contra o Grêmio, que chegou a ameaçar não entrar em campo se houvesse público no estádio.

“Isso inflamou as diretorias. Os jogadores, não. Mas nós da diretoria estávamos realmente muito chateados, porque é um regulamento que não está sendo cumprido. Estávamos chateados porque jogamos em Porto Alegre sem público e jogamos com público aqui. Isso não é certo. Mas foi reparado e vamos torcer para que o quanto antes o público volte para o estádio. Mas para os 20. Não para o ‘privilegiadinho'”, ressaltou Herrmann.

Esta 21ª rodada do Brasilerão quase foi adiada diante da possibilidade do Flamengo ter público novamente a seu favor, no Maracanã. Mas, na quinta-feira (16/9), o STJD derrubou a liminar que permitia torcida nos jogos do time carioca e, assim, os jogos do campeonato aconteceram normalmente.

Quer ficar por dentro de tudo que rola no mundo dos esportes e receber as notícias direto no seu Telegram? Entre no canal do Metrópoles.

Vídeos
Últimas notícias