Três mulheres marcam presença entre os candidatos ao Prêmio Puskás

Lionel Messi, do Barcelona, e Zlatan Ibrahimović, do Los Angeles Galaxy, também estão na briga

Jeroen Meuwsen/Getty Images, Marc Atkins/Getty Images e Abbie Parr/Getty ImagesJeroen Meuwsen/Getty Images, Marc Atkins/Getty Images e Abbie Parr/Getty Images

atualizado 19/08/2019 13:58

A Federação Internacional de Futebol (Fifa) divulgou, nesta segunda-feira (19/08/2019), a lista dos 10 gols mais bonitos do ano, que vão concorrer ao Prêmio Puskás. E um brasileiro está na relação: o atacante Matheus Cunha, do RB Leipzig, da Alemanha. Lionel Messi, do Barcelona, e Zlatan Ibrahimović, do Los Angeles Galaxy, também estão na briga. Pela primeira vez, três jogadoras estão entre os candidatos.

Convocado para a Seleção Brasileira Olímpica, Cunha marcou o seu golaço na vitória do Leipzig sobre o Bayer Leverkusen por 4 x 2, fora de casa, no dia 6 de abril. O jogo foi válido pela 28ª rodada do Campeonato Alemão.

No lance, ele deu belo drible no marcador, ao girar de costas e contar com a sorte, pois a bola rebateu em sua perna e voltou logo à frente, a tempo de um toque por cobertura sobre o goleiro.

Cunha, de apenas 20 anos, é de João Pessoa (PB), defendeu o Coritiba na juventude e foi jogar na Europa em 2017, quando passou a vestir a camisa do Sion, da Suíça. No ano seguinte, se transferiu para o RB Leipzig. Assim, nunca chegou a jogar como profissional no Brasil.

No mesmo ano, ele passou a ser convocado para a Seleção Brasileira, para a equipe Sub-20. Na última sexta-feira (16/08/2019), foi chamado pelo técnico André Jardine para os amistosos da Seleção Olímpica contra Colômbia e Chile, nos dias 5 e 9 de setembro, respectivamente. A chance foi uma premiação pela boa performance no Torneio Maurice Revello, o antigo Torneio de Toulon, em junho, quando Cunha foi o artilheiro da competição.

Os 10 gols selecionados pela Fifa podem ser vistos no site da entidade, que abriu votação popular para escolher os três mais bonitos, até o dia 1º de setembro. Dos três finalistas, um será escolhido por profissionais ligados ao futebol para receber o Prêmio Puskás.

Poder feminino
O prêmio completa 10 anos em 2019 e, pela primeira vez, conta com a presença de três mulheres na lista de candidatos. São elas: a meia da seleção de Camarões Ajara Nchout; a norte-americana Amy Rodriguez, que veste a camisa do Utah Royals dos EUA; e a meia norte-irlandesa Billie Simpson, do Cliftonville.

O gol da camaronesa foi marcado durante a Copa do Mundo, na partida contra a Nova Zelândia, ainda pela fase de grupos, na vitória por 2 x 1. Ajara fez os dois da vitória da sua seleção.

Amy Rodriguez entrou na lista com um gol durante o confronto do seu time contra o Sky Blue FC, no qual ela carregou a bola de antes do meio de campo até a entrada da intermediária e acertou no ângulo.

Já o feito da jogadora da Irlanda do Norte deu-se quando a goleira do time adversário, o Sion Swifts Ladies FC, bateu o tiro de meta onde não tinha nenhuma atleta. Billie veio de trás, sem marcação, chutou sem deixar a bola cair e encobriu a arqueira. (Com informações da Agência Estado)

Veja os gols das candidatas:

Últimas notícias