Torcedor com bandeira LGBTQIA+ invade jogo e paralisa partida no Catar

O duelo entre Portugal e Uruguai precisou ser paralisado depois um torcedor invadir o campo com uma bandeira LGBTQIA+ em jogo no Catar

atualizado 28/11/2022 21:34

Homem com camisa azul fazendo protesto dentro de campo sendo detido por dois seguranças Richard Sellers/Getty Images

O jogo entre Portugal e Uruguai precisou ser paralisado, nesta segunda-feira (28/11), depois que um torcedor invadiu o campo da partida para com uma bandeira do movimento LGBTQIA+. O jogo, válido pela segunda rodada da Fase de Grupos da Copa do Mundo 2022, não teve as imagens da invasão vinculadas na TV durante a partida.

O Mundial de Seleções no Catar tem gerado uma série de manifestações contra as políticas de direitos humanos do país que segue a religião islâmica. Apesar o governo local afirmar que todos são bem-vindos ao país, ter relações homoafetivas é crime no Catar.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
0

Durante a partida entre Portugal x Uruguai desta segunda, um homem invadiu o campo usando uma camisa que dizia “Salve a Ucrânia”, na frente, e “respeito às mulheres iranianas”, atrás. O torcedor também carregava uma bandeira com as cores do arco-íris, em apoio à comunidade LGBTQIA+.

Ele foi detido por segurança do Estádio Lusail.

Fifa proibiu protestos

Além dos torcedores, jogadores de algumas seleções também tinham a intenção de protestaram durante o mundial deste ano, mas foram coibidos pela Fifa. Sete times foram proibidos de usarem a faixa de capitão escrita “One Love” em apoio às causas LGBTQIA+.

Em protesto à decisão da Fifa, jogadores da Alemanha fizeram a foto oficial do jogo de estreia com as mãos na boca.

Alemanha - Protesto - Fifa - catar - copa do mundo
Alemanha protestou contra decisão da Fifa

Mais lidas
Vídeos
Últimas notícias