“Temos que ter uma noite épica”, diz Gallardo após passeio do Palmeiras

Agora será preciso, no mínimo, uma vitória por três gols de diferença na semana que vem para levar disputa da vaga à final para os pênaltis

atualizado 06/01/2021 9:50

Marcelo Gallardo, técnico do River PlateGetty Images / Pool

O River Plate se complicou nas semifinais da Copa Libertadores ao ser derrotado em casa, em Buenos Aires, para o Palmeiras por 3 x 0, na terça-feira (5/1), pela rodada de ida. Agora será preciso, no mínimo, uma vitória por três gols de diferença na semana que vem, em São Paulo, para levar a disputa da vaga à final para a decisão por pênaltis. O técnico Marcelo Gallardo reconheceu a dificuldade de seu time.

“Temos que ter uma noite épica, dessas que existem no futebol, que acontecem muito de vez em quando, mas que existem”, disse o treinador, que já conquistou duas vezes o título da Libertadores “Temos que digerir o golpe. Foi totalmente inesperado. Temos que nos recompor mentalmente para encarar o jogo de volta com uma intenção como a que temos sempre, de ir buscar o jogo”, declarou.

Gallardo está em sua quinta semifinal de Libertadores em seis disputadas no comando do River Plate. Foi campeão em 2015 (contra o Tigres, do México) e 2018 (contra o Boca Juniors), vice em 2019 (perdeu para o Flamengo) e parou na semi em 2017, eliminado pelo Lanús.

O treinador gostou do desempenho de seu time contra o Palmeiras apenas nos primeiros minutos. Depois vieram os seguidos erros defensivos, que resultaram nos três gols do rival, e a reação ficou difícil.

Vídeos
Últimas notícias