Rejeitado no profissional, goleiro Bruno jogará em time amador

A tentativa de retorno aos gramados tem sido cercada de polêmicas, resistência e críticas

atualizado 05/02/2020 15:39

Reprodução/Twitter

O goleiro Bruno Fernandes voltará a jogar futebol, mas em um cenário bem menos glamouroso com o qual sonhava. Rejeitado por dois clubes profissionais desde que conseguiu a progressão para o regime semiaberto, o ex-atleta do Flamengo acertou com um time amador de Varginha (MG), o Registanea, conforme revelou o site Globoesporte.com

Bruno foi condenado há 20 anos e 9 meses pelo homicídio triplamente qualificado de Eliza Samudio e pelo sequestro e cárcere privado do filho Bruninho, em 2010. Por conta disso, a tentativa de retorno aos gramados como profissional tem sido cercada de polêmicas, resistência e críticas.

Fluminense-BA e Operário-MT perderam patrocínios e foram alvos de protestos tão logo acenaram com a a possibilidade de contratar Bruno. Ambos desistiram do negócio. Antes disso, em 2017, o Boa Esporte assinou contrato de dois anos com o goleiro, perdeu diversos patrocínios e teve que abrir mão do camisa 1 por decisão judicial que ordenou nova prisão.

Depois das críticas e da resistência no retorno ao futebol profissional, Bruno jogará o Campeonato Amador de Varginha. Como a competição ocorre na mesma cidade em que Bruno cumpre o regime semiaberto, ele não deve precisar de autorização da Justiça para trabalhar.

Mais lidas
Vídeos
Últimas notícias