Primeiro de 8 jogos no Mané Garrincha segue protocolo da Covid à risca

Na estreia da Copa América, Seleção Brasileira venceu a Venezuela por 3 x 0, com gols de Marquinhos, Neymar e Gabigol

atualizado 13/06/2021 22:41

Igo Estrela/Metrópoles

O estádio Mané Garrincha recebeu o primeiro jogo da polêmica Copa América na tarde deste domingo (13/6) e seguiu à risca o protocolo de segurança da Covid-19. Em todos os setores, foi visível o cuidado com a pandemia.

0

Antes de passar pelas grades que cercavam a arena, as pessoas precisavam ter a temperatura checada — e o mais importante, da maneira correta, mirando o termômetro infravermelho na testa. E, no momento da entrada efetiva no estádio, foi cobrado um voucher que indicava a confirmação do teste negativo para a Covid. Quem não tinha posse desse voucher, não tinha a entrada liberada.

Passando para as instalações internas, além do uso obrigatório da máscara, rigorosamente obedecido por todos, foi respeitado o distanciamento. Na área destinada para a imprensa, uma fileira inteira precisava ficar desocupada, enquanto na fileira onde os profissionais podiam se acomodar, a sinalização mostrava onde podia sentar, pulando de duas a três cadeiras.

O tradicional banco de reservas não foi utilizado pelos jogadores. Cadeiras da arquibancada inferior do estádio foram reservadas somente para os suplentes de cada seleção. Lá, eles fizeram o uso de máscara e respeitaram o distanciamento.

Dentro de campo, a Seleção bateu a Venezuela por 3 x 0, com gols de Marquinhos, Neymar e Gabigol, na abertura da Copa América.

Vídeos
Últimas notícias