Neymar supera Zico em vitória do Brasil na estreia da Copa América

Além de Neymar, Marquinhos e Gabigol foram os autores dos gols da vitória por 3 x 0 sobre a Venezuela

atualizado 13/06/2021 19:59

Igo Estrela/Metrópoles

A Venezuela sofreu um surto de Covid-19 às vésperas da Copa América, obrigando o técnico José Peseiro a convocar 15 novos jogadores. Apesar de contar com um time praticamente reformado, os venezuelanos apresentaram bastante organização e obrigaram a Seleção Brasileira a ter paciência e muito toque de bola para vencer na sua estreia no torneio por 3 x 0, com gols de Marquinhos, Neymar e Gabigol, no Estádio Mané Garrincha, em Brasília.

O gol marcado de pênalti foi Neymar representou uma marca importante para o jogador: foi a 67ª vez que ele balançou as redes usando a amarelinha, superando Zico, se igualando a Ronaldo Fenômeno e ficando só atrás de Pelé. Nas contas da Fifa, Neymar está a 10 gols de igualar com o Rei. Pelas da CBF, no entanto, faltariam 28.

O Brasil volta a campo pelo Grupo B na quinta, contra o Peru, no Engenhão, no Rio de Janeiro. Já a Venezuela busca sua recuperação também na quinta, contra a Colômbia, no Estádio Olímpico Pedro Ludovico Teixeira.

0
O jogo

Com muito toque de bola e paciência, a Seleção Brasileira foi a primeira a chegar com perigo ao gol adversário, principalmente com jogadas pelo lado e bolas alçadas na área. A Venezuela, no entanto, resistiu bravamente, demonstrando organização.

Foi com uma bola na área que o Brasil conseguiu abrir o placar. Aos 22, Neymar cobrou e a bola sobrou na área para Marquinhos completar contra o gol de Graterol.

Dois minutos depois, Renan Lodi fez um cruzamento na medida para Richarlison balançar as redes, mas a arbitragem logo marcou impedimento.

Apesar de ter controlado a posse de bola após ter aberto o placar, a Seleção não conseguiu mais furar o bloqueio venezuelano até o fim do 1º tempo.

0
2º tempo

Neymar e Gabriel Jesus demonstraram bastante entrosamento atuando pelos lados do campo. Em uma jogada entre ambos, o Brasil quase chegou ao segundo gol logo nos primeiros minutos da segunda etapa. Por centímetros, o craque do PSG não chegou na bola cruzada pelo camisa 9.

Aos 16 minutos, após tabelinha entre Danilo e Everton Ribeiro pela direita, o lateral-direito invadiu a área e foi derrubado. O árbitro apitou pênalti. Na cobrança, Neymar, com muita categoria, deslocou o goleiro e marcou seu gol de número 67 com a camisa da Seleção.

Após o segundo gol, o Brasil continuou dominando a posse de bola  e não tomou mais sustos do lado defensivo. Tamanho domínio foi recompensado em gol aos 43 minutos do 2º tempo. Neymar fez uma grande jogada e cruzou para Gabigol marcar, de peito, e dar números finais ao confronto.

Quer ficar por dentro de tudo que rola no mundo dos esportes e receber as notícias direto no seu Telegram? Entre no canal do Metrópoles.

Vídeos
Últimas notícias