Patrocinador ameaça não renovar com o Flamengo por mau uso de uniforme

Em 18 de outubro, ainda bem humorado, o CEO da Moss fez um post em campanha para Vitinho parar de usar a meia arriada, o que esconde a marca

atualizado 20/10/2021 11:38

Flamengo VitinhoWagner Meier/Getty Images

O CEO da Moss, empresa ambiental que patrocina o Flamengo, Luís Felipe Adaime publicou no Twitter uma série de reclamações contra o clube, e em especial contra o atacante Vitinho, ameaçando não renovar o vínculo entre as partes.

Em 18 de outubro, ainda bem humorado, Adaime fez um post em campanha para o jogador parar de usar a meia arriada, o que acaba escondendo a marca da empresa. “É o 3º jogo que você entra em campo já sem mostrar a logo da Moss. Se você mostrar a logo, sortearei cinco mantos”, escreveu o CEO.

Nessa terça-feira (19/10), ele foi procurado pela torcida do Flamengo perguntado sobre um possível sorteio de ingressos para a final da Libertadores. “Se vou levar alguém? Não consigo nem que o clube pega ou obrigue que os atletas cumpram o contrato de levantar as meias!”, esbravejou.

“Galera não tem perseguição a ninguém. A campanha é válida para todos os jogadores. Se todos os jogadores jogarem de meia levantada, mostrando a logo da Moss, conforme o contrato pelo qual pagamos milhões à vista em março, sortearei cinco mantos. Se jogarem de meias baixas, não tem sorteio”, continuou.

“Se jogador quiser jogar de meia baixa e o Flamengo não fizer nada, é decisão do clube: provavelmente depreciarão um ativo do clube, o espaço na meia. Uma pena.”

Um torcedor rebateu o desabafo do empresário, dizendo: “Tomara que o Flamengo rescinda esse contrato e reveja a merda que fez.” Luis Felipe respondeu: “Deixa que eu não renovo. (O) clube que corra atrás. Adeus.”

Quer ficar por dentro de tudo que rola no mundo dos esportes e receber as notícias direto no seu Telegram? Entre no canal do Metrópoles.

Mais lidas
Vídeos
Últimas notícias