Pai de Messi diz que La Liga comete “erro óbvio” ao defender o Barcelona

O agente do craque argentino enviou uma carta à entidade questionando o contrato avaliado por eles e criticou a evidente parcialidade

atualizado 04/09/2020 9:59

Lionel Messi decidiu agir contra a versão da La Liga sobre seu contrato com o Barcelona. Em carta assinada pelo pai, Jorge Messi, afirma que a liga espanhola age com “evidente parcialidade” e que a cláusula de rescisão no valor de 700 milhões de euros não se aplica totalmente.

No último domingo (30/8), a La Liga se posicionou favorável ao Barcelona e afirmou que não existe a possibilidade de Messi deixar o time catalão sem o pagamento da multa. Em carta assinada nesta sexta-feira (4/9), o pai de Messi questiona a informação da liga. Ele, inclusive, provoca a entidade a dizer qual contrato avaliou para emitir uma opinião.

“Isso se deve a um erro óbvio da sua parte. Assim, conforme consta literalmente na cláusula 8.2.3.6 do contrato celebrado entre o clube e o jogador”, argumenta Jorge Messi, que continua. “Sem prejuízo de outros direitos que estão incluídos no contrato e omitidos, é óbvio que a indenização de 700 milhões de euros, prevista na cláusula anterior 8.2.3.5, não se aplica de todo.”

Carta assinada por Jorge Messi, pai do camisa 10 do Barcelona, enviada à La Liga

A carta assinada pelo pai e agente de Messi foi entregue à La Liga um dia depois da reunião dele com o Barcelona. Se antes da conversa a decisão pela saída de Messi era praticamente certa, após o bate-papo Jorge admitiu que o filho pode permanecer no clube.

Vídeos
Últimas notícias