Mesmo jogando melhor, Brasiliense perde a primeira partida da Série D

Em caso de novo 1 x 0, desta vez a favor do Brasiliense, na próxima partida, a decisão vai para as penalidades máximas

atualizado 06/09/2020 20:19

Tocantinópolis x Brasiliense Dirceu Leno/Esp. Metrópoles

Na tarde deste domingo (06/09), o Brasiliense Futebol Clube entrou em campo contra o Tocantinópolis-TO, pela primeira partida da Fase Preliminar da Série D. Jogando melhor e dominando a posse de bola, especialmente no primeiro tempo, o Jacaré não conseguiu furar o bloqueio da equipe da casa. Com um pênalti claro não marcado a seu favor, a equipe amarela viu o adversário marcar um gol e segurar o resultado. O gol da equipe da casa foi marcado por Elfran.

As equipes voltam ao campo de jogo para a segunda partida no próximo domingo (13/09), às 15h, no Mané Garrincha. O Jacaré precisa vencer por dois gols de diferença para garantir a classificação. Em caso de 1 x 0 a favor do Brasiliense, a decisão vai para as penalidades máximas.

Primeiro Tempo

O clima de quase 40º não intimidou a equipe do Jacaré no começo da partida, que já chegou com perigo logo aos cinco minutos. Marcos Aurélio bateu uma falta na medida para a cabeçada de Rodrigo, que saiu por cima. Dois minutos depois, Balotelli cruzou para Zé Love, que limpou a marcação e também isolou a bola.

Com um começo intenso pelo lado amarelo, o jogo caiu um pouco de ritmo até os 18 minutos. Luquinhas invadiu a área, aplicou um chapéu no marcador e, na finalização, a zaga chegou travando afastando o perigo. Aos 28’, O Brasiliense teve um pênalti claro ao seu favor, quando o zagueiro Leonardo desviou a bola com a mão dentro da área, mas o árbitro Eduardo Tomaz nada marcou.

A falta de ritmo nitidamente afetava a equipe do Tocantinópolis, que via o Jacaré dominar a posse de bola. Os donos da casa tentavam avançar no contragolpe, mas esbarravam na marcação. O primeiro lance com chance de gol só saiu aos 39’.  O lateral Marquinho soltou o pé na sobra de bola e a defesa do Jacaré tirou para escanteio.

Nos acréscimos, o Tocantinópolis chegou ao gol em um contra-ataque. Daniel lançou Tety, que deixou de calcanhar para Elfran. O atacante limpou a jogada e bateu firme para abrir o placar para a equipe da casa.

Segundo tempo movimentado

O Jacaré iniciou a segunda etapa em cima. Logo com 30 segundos, Jefferson Maranhão, que tinha acabado de entrar, cruzou para Zé Love, que cabeceou para a fora. O Tocantinópolis respondeu logo em seguida. Elfran soltou o pé da entrada a área e a bola saiu tirando tinta da trave.

Aos 5’, o Tocantinópolis encaixou mais um contra golpe. Tety lançou Marquinho, que ajeitou de cabeça para o chute de Lorival, que saiu por cima da meta do goleiro Fernando Henrique.

O Brasiliense respondeu aos 12 minutos. Zé Love tabelou com Luquinhas, avançou pela direita e bateu para o gol quase sem ângulo. Dois minutos mais tarde, Romarinho recebeu na entrada da área e arrematou por cima, longe do gol.

O Tocantinópolis se arriscava mais ao ataque. Aos 16’, o meia Daniel decidiu bater um escanteio direto para o gol, mas Fernando Henrique estava ligado no lance para fazer a defesa. Aos 22’, foi a vez do Jacaré chegar na bola parada. Railan foi para a cobrança de uma falta frontal, mas parou nas mãos de Paulo Henrique no meio do gol.

Com o nervosismo da reta final de jogo, as equipes já não conseguiam construir na mesma intensidade. O Jacaré voltou a ameaçar aos 36’. Railan cruzou para Fabinho cabecear para fora.

O Brasiliense ainda teve duas chances de empatar em bola parada. Na primeira, aos 41’, o árbitro marcou recuou de Leonardo para o goleiro Paulo Henrique. Na cobraça, Jefferson Maranhão esbarrou na defesa. Depois, aos 51’, Railan, mais uma vez em uma falta frontal, parrou na defesa de Paulo Henrique.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
0

Ficha técnica
Tocantinópolis 1 x 0 Brasiliense

Campeonato Brasileiro Série D 2020 –  Fase Preliminar – Jogo de ida
06/09/2020, 16h, Estádio João Ribeiro (Ribeirão) – Tocantinópolis-TO
Árbitro: Eduardo Tomaz-GO
A1: Marcio Soares Maciel-GO
A2: Hugo Savio Xavier Correa-GO
4º árbitro: Eduardo Fernandes Teixeira-TO

Tocantinópolis: Paulo Henrique; Marquinho, Leonardo, Luan e Tiago Von; Flavio, Daniel, Gama (Claudinho) e Elfran (Dioguinho); Lorival (Karu) e Tety (Kleton). Técnico: Neto Costa
Gol: Elfran (48’ 1T)
Cartões amarelos: Lorival, Karu

Brasiliense: Fernando Henrique; Railan, Badhuga, Rodrigo e W. Balotelli; Aldo, Sandy (Sandy) e Marcos Aurélio (Jefferson Maranhão); Luquinhas (Esquerdinha), Romarinho (Fabinho) e Zé Love (Vitor Mariano). Técnico: Edson Souza. Cartões amarelos: Badhuga, Esquerdinha

Mais lidas
Vídeos
Últimas notícias