Brasiliense x Gama tem duelo à parte pela artilharia com Zé Love e Nunes

Atacante do Jacaré marcou gols nos últimos dois jogos e se manteve na briga com o camisa 9 alviverde que está dois à frente: 11 x 9

atualizado 25/08/2020 17:23

Zé Love com a camisa do BrasilienseMichael Melo/Metrópoles

A partida entre Brasiliense e Gama no Mané Garrincha, nesta quarta-feira (26/8), inicia a disputa pelo título do Candangão 2020, mas também envolve um duelo particular. A partir das 11h, os atacantes Zé Love e Nunes duelam também pelo troféu de artilheiro da competição.

Ambos os centroavantes marcaram dois gols nos últimos dois jogos e chegam à final – disputada em dois jogos – em boa fase. Zé Love soma nove tentos, contra 11 de Nunes.

Ex-jogador do Santos, o camisa 9 do Jacaré tentará repetir o feito de outros cinco atacantes que passaram pelo Brasiliense e terminaram o Candangão artilheiros: Weldon, Fábio Júnior, Vanderlei, Rômulo e Luiz Carlos.

No lado Alviverde, Nunes tentará fazer companhia a outros nove jogadores. Péricles foi o primeiro atacante do Gama e terminar artilheiro, em 1979, e Grampola foi o último.

Desde que a rivalidade entre Brasiliense e Gama surgiu, porém, o Jacaré leva vantagem em relação aos artilheiros. Foram cinco contra quatro.

Veja os artilheiros da dupla:

Artilheiros do Brasiliense no Candangão
2001 – Weldon, com 13 gols.
2009 – Fábio Júnior, com 8 gols
2010 – Vanderlei, com 11 gols
2011 – Rômulo, com 8 gols
2015 – Luiz Carlos, com 6 gols

Artilheiros do Gama no Candangão
1979 – Péricles, com 10 gols
1980 – Fantato, com 23 gols
1990 – Evandro, com 8 gols
1993 – Gil, com 19 gols
1994 – Anderson, com 18 gols
2011 – Fábio Silva, com 8 gols
2012 – Paulo Renê, com 15 gols
2015 – Thiago Miracema, com 6 gols
2016 – Grampola, com 6 gols

Vídeos
Últimas notícias