Jogadores do Real Madrid aceitam redução salarial de 10%

O clube se juntou a outros do Campeonato Espanhol que tomaram medidas para mitigar o impacto da paralisação do futebol

atualizado 08/04/2020 19:26

Jogadores e membros da comissão técnica do Real Madrid aceitaram uma redução de 10% em seus salário, com o qual o clube se juntou a outros do Campeonato Espanhol que tomaram medidas para mitigar o impacto da paralisação do futebol devido à pandemia de coronavírus.

Após consultar os jogadores, o clube informou nesta quarta-feira (08/04), em um comunicado, que o elenco concordou em “diminuir voluntariamente” seus salários este ano para evitar tomar “medidas traumáticas” que afetariam funcionários das outras áreas.

Esta é uma decisão que permitirá que o clube continue pagando os trabalhadores que recebem remuneração mais modesta. E a redução pode chegar a 20% se a liga não puder ser retomada na temporada 2019/2020. Além disso, o time de basquete do Real Madrid também concordou em reduzir seus salários.

O Campeonato Espanhol foi suspenso após as partidas de 8 de março. Não existe uma data prevista para retomar a atividade em um país ainda em quarentena por causa da pandemia.

Após 27 das 38 rodadas, o líder Barcelona tem uma vantagem de dois pontos em relação ao Real Madrid. A liga calculou perdas que chegariam a US$ 1,1 bilhão (aproximadamente R$ 5,6 bilhões) caso não possa retomar o torneio.

Também nesta quarta-feira, o Sevilla chegou a um acordo preliminar com seus jogadores e membros da comissão técnica para reduzir salários durante a pandemia. Não deu mais detalhes sobre porcentagens. O Barcelona e o Atlético de Madrid já haviam feito o mesmo.

Vídeos
Últimas notícias