Fernando Diniz é oficializado no Santos e estreia contra Boca Juniors

Livre no mercado desde a saída do São Paulo, o treinador chega para substituir o argentino Ariel Holan

atualizado 07/05/2021 18:19

Reprodução/Twitter

O Santos anunciou a contratação de Fernando Diniz na tarde desta sexta-feira (7/5). Livre no mercado desde a saída do São Paulo, o treinador chega para substituir o argentino Ariel Holan, que pediu demissão do clube há dez dias, depois de uma breve passagem pelo clube.

O desfecho da negociação se deu na noite de quinta, antes do clássico contra o Palmeiras, no qual o Santos acabou derrotado por 3 x 2, no Allianz Parque. A estreia de Diniz será contra o Boca Juniors, na próxima terça-feira, na Vila Belmiro, pela quarta rodada da fase de grupos da Libertadores.

No domingo, contra o São Bento, o Santos seguirá sob o comando do auxiliar Marcelo Fernandes. O time alvinegro joga ameaçado de rebaixamento no Paulistão e não pode ser derrotado. Caso contrário, será rebaixado à segunda divisão do Estadual pela primeira vez em sua história.

No Santos, Diniz assinou um contrato de um ano, com possibilidade de prorrogá-lo por mais um. A contratação recebeu aprovação do Comitê de Gestão, que inicialmente não considerava que o treinador era o nome ideal para o clube.

O cenário mudou nos últimos dias após o treinador aceitar um acordo sem multa rescisória em caso de demissão. O presidente Andres Rueda afirmou que o clube não poderia continuar pagando para ex-treinadores.

A conversa entre o presidente e o treinador também foi bastante positiva. O dirigente ficou convencido de que Fernando Diniz, que recusou uma proposta do Fortaleza recentemente, tem uma filosofia que ele considera fundamental para manter o estilo de jogo ofensivo do Santos.

Fernando Diniz viveu um bom momento no ano passado no comando do São Paulo. Neste ano, o treinador viu o time cair de produção. Em fevereiro foi demitido após o time tricolor perder a liderança do Campeonato Brasileiro e ser eliminado pelo Grêmio na semifinal da Copa do Brasil.

“É um grande treinador, estamos de braços abertos para receber ele aqui”, afirmou o auxiliar Marcelo Fernandes antes do clássico com o Palmeiras.

No Santos, Diniz vai encontrar um cenário complicado, com o risco de eliminação na primeira fase da Libertadores. O clube fez o compromisso de que irá ao mercado para reforçar o elenco após se livrar da punição da Fifa com a venda de Soteldo ao Toronto FC, mas não deve haver grandes investimentos. A tendência é de que a diretoria tente viabilizar contratações de jogadores que cheguem sem custos, por empréstimo.

Aos 47, Fernando Diniz iniciou seu trabalho como treinador em 2008 (mesmo ano em que se despediu dos gramados como jogador) e tem em seu estilo de jogo a intensidade, muita posse de bola e ofensividade, além de gostar de utilizar jovens jogadores.

Além do São Paulo, comandou Fluminense e Athletico-PR, nos quais não conseguiu bons números, ao contrário da passagem pelo Audax em 2017, que o fez chamar a atenção de grandes clubes.

Vídeos
Últimas notícias