Ex-técnica do novo time do goleiro Bruno: “Me nego a fazer parte disso”

A treinadora do time feminino, Rose Costa, pediu o desligamento do clube

atualizado 29/07/2020 11:50

Stalin Melo/Arquivo Pessoal

O anúncio da contratação do goleiro Bruno Fernandesfeito na madrugada do último domingo, continua gerando consequências para o Rio Branco-AC, que já até perdeu o patrocinador da base. Nessa terça-feira (28/7), a treinadora do time feminino, Rose Costa, pediu o desligamento do clube e publicou um pronunciamento nas redes sociais em que relacionava a saída com a contratação do jogador condenado por homicídio triplamente qualificado no caso Eliza Samudio. Em contato com o Papo de Mina, a ex-comandante da equipe acreana reiterou sua indignação com o fato.

“Ele foi condenado por ser mentor de um crime contra a sua companheira e exposição de risco do próprio filho. Existe um agravante de crime hediondo, de não ter demonstrado arrependimento, e o esporte de rendimento, principalmente o futebol, é também formação de cidadão, uma vitrine maior do que qualquer coisa. A vinda do Bruno não contribui para a formação cidadã da base e para a história linda do Estrelão [apelido do clube]”, contou Rose Costa.

Leia a reportagem completa em Trivela, parceiro do Metrópoles. 

Vídeos
Últimas notícias