Em áudio, Robinho tenta impedir conversa de vítima com amigo no Facebook

O jogador e o amigo Ricardo Falco foram condenados em segunda instância na justiça italiana pelo crime de estupro coletivo

atualizado 14/12/2020 13:23

Maurizio Lagana/Getty Images

Em mais um áudio obtido com autorização judicial, Robinho se mostra irritado ao saber que de seus amigos estaria conversando com a mulher que o acusa de estupro. A transcrição da conversa foi obtida com exclusividade pelo Uol Esporte.

Um ano depois do episódio, ocorrido em uma boate de Milão, Robinho telefonou a um dos amigos que estavam no Brasil, relatando que a vítima havia descoberto o nome de todos os envolvidos no ato. Ela teria passado as informações à polícia, que tentava interrogá-los.

O nome dos amigos que não estão sendo processados pela Justiça italiana foram omitidos.

Robinho: “Agora a questão é o seguinte, mané. A questão é que o [amigo 2] ficou trocando maior ideia com a mina, a mina foi pelo Facebook pegou todo mundo, pegou tu, e eu falei: ‘Como que a mina sabe, como que o cara sabia o nome de vocês?’”

Amigo 1: “Que isso cara, então alguém que deu, e foi o [amigo 2].” Robinho: “É, eu quero falar com o [amigo 2], mano, pro [amigo 2] sacar bagulho de Facebook porque os caras estão investigando e não é brincadeira, não.”

A conversa com o amigo de Robinho na rede social teria começado um dia após o encontro na boate, onde a vítima estaria comemorando seu aniversário de 23 anos. Os companheiros de Robinho estariam tentando convencê-la de que a relação sexual foi consensual, mas a mulher insistia que estava muito alcoolizada para dar consentimento.

Por meio de tecnologias de geolocalização, a polícia descobriu que um dos amigos estava na rua onde Robinho morava na Itália enquanto conversava com a vítima. Quando sentiu as investigações se aproximando de si, o jogador se mostrou irritado com o bate-papo.

Robinho: “Eu falei ‘Cara! Se esse bagulho sair na imprensa vai me foder’, aí, resumindo, falou que perguntou de você, falou que tinha seu nome, seu telefone, porque o [amigo 2] ficou falando com a mina pelo telef… pelo Facebook mano…”

Amigo 1: “Mas, mas, Neguinho, […] ainda falei pro [amigo 2] ‘mano, esquece isso aí’, quer ficar batendo papo. Robinho: “Exato. Mas então eu quero tentar falar com ele, mas eu não consigo falar com ele, eu preciso […]”

Em outro trecho, Robinho afirma acreditar que seu nome só foi envolvido na denúncia depois que a vítima conversou com seus amigos pela internet, já que a mulher não teria conhecimento sobre quem ele era.

No entanto, ela afirmou à Justiça que já conhecia o atacante brasileiro, pessoalmente, desde antes do encontro em 2013.

Robinho: “Mano, o [amigo 2] deu maior mole de ficar querendo resenha com a mina, de ficar de ideinha, de pá, por causa do Facebook a mina pegou todo mundo, porque até então a mina só ia falar que conhece o Jairo [músico que tocou na boate] e o Ricardo, porque ela não conhece ninguém, ela não me conhece, meu telefone ela não tem.”

Robinho e o amigo Ricardo Falco foram condenados em segunda instância pela Justiça italiana pelo crime de estupro coletivo, ocorrido em 2013. A vítima é uma mulher albanesa que comemorava seu aniversário de 23 anos em uma boate em Milão, quando Robinho atuava pelo Milan. O jogador apelará para a Corte de Cassação, o equivalente a uma terceira instância, no país europeu, podendo pegar uma pena de nove anos de cadeia.

Mais lidas
Vídeos
Últimas notícias