Decisão da Copinha tem palco definido e insatisfação nos bastidores

FPF definiu o Allianz Parque, casa do Palmeiras como estádio da final. Santos emitiu nota repudiando a escolha da federação

atualizado 24/01/2022 10:58

Taça da Copinha 2022Reprodução/ Instagram

Nas vésperas da grande decisão da Copa São Paulo de Futebol, a Federação Paulista de Futebol (FPF) definiu o Allianz Parque como palco da grande final. Por ter a melhor campanha, o Palmeiras será dono do mando de campo. Por determinação de segurança, os clássicos no estado do São Paulo ocorrem com torcida única. A decisão, no entanto, não agradou a diretoria do Santos. A partida será realizada nesta terça-feira (25/1) às 10h.

O Santos emitiu uma nota repudiando a decisão da Federação, justificando que está sendo prejudicado, afirmando que a FPF está privilegiando o rival. O presidente do clube, Andres Rueda, teria entrado em contato com o presidente da entidade para tentar alterar o local da partida, mas sem sucesso.

Confira a nota emitida pelo Peixe.

“O Santos FC lamenta e repudia a decisão da Federação Paulista de Futebol (FPF) de marcar a final da Copa São Paulo de Futebol Júnior, nesta terça-feira (25/01) para o Allianz Parque.

O Peixe considera que tal decisão, que no regulamento da competição está sob responsabilidade do Departamento de Competições da FPF, privilegia o outro finalista e não atende ao princípio de isonomia.

Desde o término das semifinais, na noite de sábado, o presidente do Santos, Andres Rueda, manteve contato com o presidente da FPF, Reinaldo Carneiro Bastos, argumentando que nosso adversário tinha o direito de jogar com torcida, mas que o estádio deveria ser neutro.

Historicamente, as finais da Copa SP ocorrem no Pacaembu, como o próprio regulamento deixa claro. Rueda apontou diversas alternativas para que a final ocorresse seguindo o tradicional princípio da neutralidade nesta competição de base e reitera seu descontentamento com a decisão”, publicou o clube pelo seu Twitter.

 

Em comunicado, a FPF afirmou que foram avaliadas todas as variáveis possíveis, em contato com a Polícia Militar do estado, optou-se para que a decisão ocorra no estádio palmeirense pela manhã. A entidade levou em conta inclusive a partida entre Corinthians e Ferroviária, às 21h, que ocorre também no mesmo dia. Para evitar encontro entre as torcidas, que utilizarão a mesma linha de metrô, optaram para que o jogo da Copinha seja realizado de manhã.

Mesmo assim, a principal torcida organizada do Timão, a Gaviões da Fiel, veio a publico demonstrar preocupação com a logística que ocorrerá no dia das duas partidas.

 

Palmeiras e Santos decidem a Copinha nesta terça. Em caso de empate, a partida seguirá para a prorrogação e pênaltis, caso o placar não se altere.

Quer ficar por dentro de tudo que rola no mundo dos esportes e receber as notícias direto no seu Telegram? Entre no canal do Metrópoles.

Mais lidas
Vídeos
Últimas notícias