Brasiliense pressiona, mas empata sem gols contra o Goiás

Apesar de o Jacaré ter sido superior durante boa parte da partida, a bola mais uma vez teimou em não entrar

Igo Estrela/MetrópolesIgo Estrela/Metrópoles

atualizado 14/08/2019 19:09

O Jacaré entrou em campo, na tarde desta quarta-feira (14/08/2019), para mais um duelo na Copa Verde. Após ter passado pelo Vitória/ES na primeira fase, a equipe do DF encarou o Goiás no duelo de ida das oitavas de final da competição.

Dentro de campo, uma equipe determinada contra uma equipe goiana mesclada, treinada pelo auxiliar técnico Lauro Martins, sem os grandes nomes que jogam a série A do Campeonato Brasileiro. Apesar de o Jacaré ter sido superior durante boa parte da partida, a bola mais uma vez teimou em não entrar, cravando mais um placar sem gols na Copa Verde.

Início movimentado, mas sem chances reais de gol
Mesmo debaixo do sol quente, a partida começou movimentada. Com as duas equipes tentando chegar ao gol, aos poucos, as oportunidades foram surgindo. Impondo o fator casa, o Brasiliense foi mais efetivo na primeira etapa, criando várias oportunidades de perigo, com a força do ataque formado por Jobson, Romarinho e Edno.

Jogando bem pelas laterais, o Brasiliense chegou perto do gol de Marcelo Rangel. As melhores oportunidades do Jacaré saíram após os 30 minutos de jogo. Aos 34, Deyvid Sacconi chutou de fora da área, mas a bola passou longe da trave.

Seguindo o ritmo de pressão, quatro minutos depois, o Brasiliense chegou mais uma vez, dessa vez com Edno. O atacante chutou pela direita, obrigando Marcelo Rangel a realizar uma grande defesa, mandando a bola para escanteio. Tímido, o Goiás não atacou tanto na primeira etapa. A única oportunidade aconteceu já nos acréscimos, aos 47, quando Jean Carlos chutou de fora da área, assustando Edmar Sucuri, que apenas viu a bola passar pela direita do gol.

Jacaré domina segundo tempo e manda bola na trave
Mudando o panorama da primeira etapa, o segundo tempo foi bem mais movimentado e equilibrado. Aos 7 minutos, Edno deu o primeiro susto, quando cobrou falta no meio do gol, obrigando o arqueiro alviverde a espalmar para dentro da área e a zaga mandar a bola para escanteio.

Apesar das pressões e chegadas do Goiás, o Jacaré continuou com os fortes contra-ataques, mais uma vez criados por Edno, que se movimentou bem na partida. Após o jogador fazer um lindo lançamento para Jobson, o atacante não aproveitou a oportunidade e, desequilibrado, bateu fraco.

O jogo foi caminhando para a reta final e o Brasiliense insistiu na pressão. Essa insistência gerou as duas melhores oportunidades do duelo. Aos 19, China cruzou para Romarinho, que cabeceou firme na trave, quase abrindo o placar na Boca do Jacaré.

Recuado e sem ação, o Goiás apenas via o Brasiliense pressionar. Nos 10 últimos minutos, a pressão amarela fez o goleiro Marcelo Rangel ser o nome da partida, com duas grandes defesas seguidas realizadas. Aos 38 minutos, China cobrou uma falta em diagonal direto para o gol, mas o goleiro espalmou a bola que foi no ângulo. Logo em seguida, no escanteio, o cruzamento forte foi direto na cabeça de Elcarlos, que viu mais uma vez o arqueiro fazer uma grande defesa, assegurando o empate sem gols, deixando o confronto indefinido para o jogo de volta.

Edno: “Estamos felizes pela evolução”
No final da partida, os jogadores saíram satisfeitos com o empate, mas lamentando mais uma vez a bola não ter entrado. Um dos nomes da partida, Edno avaliou o desempenho, levando a confiança para o jogo da volta.

“O time jogou bem. Tocamos a bola, movimentamos, criamos chances e o goleiro deles fizeram grandes defesas. Jogamos bem, mas infelizmente a rede não balançou. Futebol é resultado, mas estamos felizes pela evolução, estamos na crescente e vamos trabalhar para que, no jogo de volta, a gente consiga garantir a classificação”, contou.

Próximo compromisso em território goiano
Com mais um 0 x 0, o Jacaré vai para o jogo da volta com o placar aberto, precisando da vitória para se classificar. A partida está marcada para a próxima quarta-feira (21/08/2019), às 16h, no estádio Hailé Pinheiro, em Goiânia. Em caso de qualquer resultado igual, a decisão será mais uma vez nos pênaltis.

Ficha técnica
Brasiliense x Goiás
Copa Verde 2019 – oitavas de final – jogo de ida
13/08/2019, 15h, Boca do Jacaré. Taguatinga-DF
Público: 833 pagantes
Renda: R$ 7.010
Árbitro: Alinor da Silva Paixão/MT
A1: Marcelo Grando/MT
A2: Renan Antônio Angelim Rodrigues/MT
4º árbitro: Vanderlei Soares/DF
Brasiliense – Edmar Sucuri; Gabriel, Lúcio, Badhuga e China; Ives, Sandy (David Manteiga), e Deyvid Sacconi (Tchô); Jobson (Elcarlos), Romarinho e Edno. Técnico: Ricardo Antônio
Cartões amarelos: Lúcio. Tchô, Elcarlos e Edno
Goiás – Marcelo Rangel, Yago Rocha, Iago Mendonça, Heron e Marcelo Hermes; Geovane, Jean Carlos (Léo Sena), Renatinho e Marcinho; Rafael Moura (Ricardo Verza( e Giovanny Bariani (Kaio). Técnico: Lauro Martins
Cartões amarelos: Heron, Hermes, Geovane, Jean Carlos, Renatinho e Ricardo Verza
Cartões vermelhos: Heron

Últimas notícias