Barcelona de Guayaquil x Flamengo: autoridades de saúde querem proibir jogo

A prefeitura estuda interditar o estádio Monumental de Barcelona para forçar o adiamento da partida

atualizado 22/09/2020 15:16

Após os nove casos da Covid-19 confirmados na delegação do Flamengo, entre eles sete jogadores, as autoridades de saúde de Guayaquil foram ao hotel do clube. A prefeitura estuda interditar o estádio Monumental de Barcelona para forçar o adiamento da partida entre os cariocas e o Barcelona de Guayaquil nesta terça (22/9) pela Libertadores.

Cynthia Viteri, prefeita da cidade equatoriana, postou em seu Twitter a seguinte mensagem: “Ao ser de conhecimento público que um grupo de jogadores do Flamengo testou positivo para a Covid-19, mandei uma equipe do município, integrada pelos departamentos de Saúde, Riscos e Esportes, ao local onde estão hospedados, para executar um informa técnico e decidir as ações a seguir.”

A equipe enviada por ela chegou ao hotel do Flamengo quase ao mesmo tempo que os garotos da base do clube decolaram de Manaus rumo ao Equador. João Lucas, Natan, Guilherme Bala e Rodrigo Muniz foram convocados pela diretoria para integrar o elenco que está bastante desfalcado para a partida.

Diego, Isla, Filipe Luís, Bruno Henrique, Michael, Matheuzinho e Vitinho são os infectados entre os atletas, além do ex-jogador, Juan e o médico Marcio Tannure. Diego Alves, Gabigol e Pedro Rocha estão lesionados, e Gustavo Henrique cumpre suspensão nesta rodada.

Prevendo esse tipo de problema, a Conmebol permitiu que os clubes inscrevessem 50 atletas na competição para evitar partidas adiadas. A entidade confirmou ao Globoesporte.com que o jogo está mantido até então e aguarda o relatório das autoridades de saúde de Guayaquil.

O regulamento da Libertadores prevê que os times precisam ter no mínimo sete jogadores à disposição para disputar um jogo. E essa quantidade o Flamengo tem. Domènec Torrent deve escalar César, Renê (João Lucas), Rodrigo Caio, Léo Pereira, Ramon, Thiago Maia, Willian Arão, Everton Ribeiro, Gerson e Arrascaeta; Pedro. O apito inicial está marcada para 19h15, horário de Brasília.

Vídeos
Últimas notícias