Ataque brilha e Flamengo bate reservas do Grêmio por 3 x 1

Gols cariocas foram marcados por Arrascaeta, Éverton Ribeiro e Willian Arão

CELSO PUPO/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDOCELSO PUPO/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO

atualizado 10/08/2019 20:58

O time misto do Grêmio não foi páreo para o Flamengo na noite deste sábado (10/08/2019), em um Maracanã com mais de 50 mil torcedores. Mesmo sem Gabigol, Lincoln e Rodrigo Caio, se recuperando de lesão muscular, os comandados de Jorge Jesus venceram o time de Renato Gaúcho por 2 x 1, com gols de Arrascaeta e Willian Arão, para os cariocas, e Galhardo, de pênalti, para os gaúchos.

Com o resultado, o Flamengo encosta no vice-líder Palmeiras, chegando aos 24 pontos. Já o Grêmio permanece no meio da tabela, com 17 pontos.

Na próxima rodada, os cariocas fazem clássico com o Vasco no Mané Garrincha, no sábado, às 19h. No mesmo dia, o Grêmio recebe o Palmeiras, na Arena do Grêmio, às 21h.

O jogo
Apesar de estar enfrentando o Flamengo fora de casa e com um time misto devido à semifinal da Copa do Brasil, o Grêmio conseguiu fazer um início de 1º tempo equilibrado contra o adversário, chegando a perder duas boas chances com Pepê.

A qualidade e talentos flamenguistas apareceram aos 28 minutos, quando Arrascaeta recebeu na intermediária e, com uma linda assistência, colocou Willian Arão na cara do gol. O volante não perdoou e abriu o placar da partida.

Já nos acréscimos, após bola parada, o Grêmio criou a chance para empatar. Após cobrança de falta, o zagueiro espanhol Pablo Marí puxou a camisa de David Braz dentro da área. O VAR entrou em ação e confirmou: pênalti para o Grêmio. Galhardo foi para a cobrança e não desperdiçou, empatando a partida.

2º tempo
O Flamengo passou à frente do placar novamente aos 5 minutos. Bruno Henrique chamou Léo Moura para dançar no canto esquerdo, cruzou e a bola bateu na trave. O rebote caiu nos pés de Arrascaeta, que completou para as redes.

No decorrer da etapa complementar, o Rubro-Negro continuou criando chances, principalmente com o trio Arrascaeta, Bruno Henrique e Everton Ribeiro, enquanto o Grêmio se segurou como pôde, sem, no entanto, nenhum time alterar o placar.

Isso até os 46 minutos, quando Éverton Ribeiro acertou chute certeiro, de fora da área, e conseguiu vazar o goleiro Júlio César, comprovando a superioridade flamenguista na noite deste sábado.

Últimas notícias