Campeão do Super Bowl abre mão da temporada da NFL por combate à Covid-19

Médico, Laurent Duvernay-Tardif, do Kansas City Chiefs acredita que é melhor "correr riscos cuidando de pacientes"

atualizado 25/07/2020 18:54

Twitter/Reprodução

Campeão do Super Bowl com o Kansas City Chiefs em 2019, o jogador canadense Laurent Duvernay-Tardif não se juntará aos companheiros nesta temporada da NFL. Formado em medicina, o jogador de 29 anos decidiu se ausentar dos campos para ajudar no combate à pandemia do novo coronavírus.

Desde abril, o jogador já havia se juntado a outros profissionais da saúde na linha de frente no combate à Covid-19. Com os primeiros treinos das equipes marcados para 28 de julho, Duvernay-Tardif se tornou o primeiro atleta a confirmar que não estará no gridiron na temporada 2020/21. Para tanto, ele usou a chamada opt out option, cláusula contratual que permite que um jogador se ausente de seu time durante a pandemia.

A decisão, classificada por Duvernay-Tardif como uma das mais difíceis já tomadas por ele na vida, é uma forma de evitar que ele contamine companheiros de time, adversários e outras pessoas envolvidas nas operações dos jogos.

“Essa é uma das decisões mais difíceis que já tomei na vida, mas devo seguir minhas convicções e fazer o que acredito ser certo para mim pessoalmente. Estar na linha de frente durante este período me deu uma perspectiva diferente sobre a pandemia e o estresse que ela exerce sobre os indivíduos e nosso sistema de saúde”, afirmou o jogador, por meio das redes sociais.

Também na internet, Duvernay-Tardif vem realizando homenagens a profissionais de saúde que atuam no combate à pandemia do novo coronavírus. O jogador, que conciliou os estudos com o futebol americano, recebeu o diploma em 2018, mas ainda não fez a residência médica. Em um depoimento à Sports Illustrated, o jogador deu detalhes de como foram os primeiros dias atuando como médico em meio à pandemia do novo coronavírus.

 

Vídeos
Últimas notícias