Nelson Piquet é denunciado ao MPF após falas racistas contra Hamilton

Bancada do PSol na Câmara dos Deputados enviou representação após a repercussão das declarações de cunho racista contra o heptacampeão

atualizado 02/07/2022 12:07

Nelson Piquet Reprodução/TV Bandeirantes

O ex-piloto da Fórmula 1 Nelson Piquet virou alvo de denúncia ao Ministério Público Federal (MPF) após chamar o Lewis Hamilton de “neguinho” em entrevista. As imagens circularam durante a semana e ganharam repercussão internacional.

A representação foi apresentada pelas deputadas do PSol Áurea Carolina, Talíria Petrone e Vivi Reis, que acusam o ex-piloto de racismo. “O racismo, que estrutura nossa sociedade, precisa ser combatido em todos os lugares”, afirma Petrone nas redes sociais.

Em entrevista ao jornalista Ricardo Oliveira, Piquet se refere ao heptacampeão mundial de Fórmula 1 como “neguinho”, enquanto comentava o acidente entre o britânico e Max Verstappen no GP de Silverstone no ano passado.

Após uma série de críticas, o ex-piloto divulgou uma nota oficial na quarta-feira (29/6) se retratando sobre o acontecido. No comunicado, o brasileiro afirmou que a palavra foi traduzida de forma incorreta.

A declaração repercutiu no meio do automobilismo e foi criticada pela Federação Internacional de Automobilismo, pela Fórmula 1, pela Mercedes e outras entidades. Lewis Hamilton também veio a público se pronunciar sobre o ocorrido, e chamou o pensamento de “arcaico”.

Recentemente, em outro trecho vazado nessa quinta-feira (30/6), Piquet voltou a chamar Hamilton pela fala racista e usou um termo homofóbico.

“O Keke? Era um bosta, não tinha valor nenhum. É que nem o filho dele (Nico Rosberg). Ganhou um campeonato. O neguinho devia estar dando mais c… naquela época, aí tava meio ruim”, afirmou o brasileiro dando risada.

Receba notícias do Metrópoles no seu Telegram e fique por dentro de tudo! Basta acessar o canal: https://t.me/metropolesurgente.

Mais lidas
Vídeos
Últimas notícias