Após racismo, Hamilton e Mercedes investem em bolsas de inclusão

O britânico e a construtora investiram R$ 3 milhões em projetos contra a desigualdade no esporte

atualizado 07/07/2022 13:28

Lars Baron/Getty Images

Após episódios de racismo de Nelson Piquet, o britânico Lewis Hamilton juntamente com a Mercedes anunciaram um investimento de 500 mil libras (aproximadamente R$ 3 milhões) no projeto Ignite.

O valor será destinando para bolsas na Motorsport UK (Federação Britânica de Automobilismo) e na Academia Real de Engenharia, que vão aumentar a representatividade negra no esporte.

“Os eventos desta semana nos mostraram por que continua a ser uma necessidade urgente fazer pressão por mais representatividade em nossa indústria. Mais do que nunca, precisamos nos concentrar em como podemos transformar o automobilismo em algo melhor”, declarou o piloto.

É a primeira ação do projeto Ignite. Vale destacar que o projeto integra os esforços da octacampeã de construtores (Mercedes) na iniciativa Accelerate 25, com a qual continua sua campanha contra a desigualdade e discriminação, e tem objetivo de aumentar até 2025 a quantidade de funcionários negros na Mercedes pra 25%.

Lewis Hamilton se mostrou muito satisfeito por fazer parte desta iniciativa ao lado da construtora e ressaltou o objetivo de aumentar o número de mulheres e talentos negros no esporte.

“Muita coisa aconteceu nos bastidores desde o lançamento do projeto Ignite. Estou satisfeito que a Mercedes e eu podemos continuar demonstrando nosso compromisso com uma indústria mais diversificada. Escolhemos essas bolsas porque elas se concentram em apoiar pessoas de dois grupos populacionais importantes e sub-representados, e nos aproximam do nosso objetivo de aumentar o número de mulheres e talentos negros no esporte.” disse Hamilton.

A doação para a Academia Real de Engenharia irá ser fundamental para a criação de até dez bolsas de mestrado para estudantes negros em áreas do automobilismo a partir do ano que vem, até 2025.

A doação para a Motorsport será destinada para o programa Girls On Track, que tem como objetivo potencializar a formação de pilotos mulheres. A Mercedes irá dar auxilio e suporte para o programa alcançar meninas de localidades em vulnerabilidade socioeconômica, e de minorias raciais.

Quer saber tudo que rola no mundo dos esportes e receber as notícias direto no seu celular? Entre no canal do Metrópoles no Telegram e não deixe de nos seguir também no Instagram!

Mais lidas
Vídeos
Comprar ingresso para o jogo (Cruzeiro contra Chapecoense)
Últimas notícias