Piquet diz que racismo contra Lewis Hamilton é “papo-furado”

Piquet voltou atrás no pedido de desculpas minimizando o racismo contra Hamilton e afirmou que criticas são por sua relação com Bolsonaro

atualizado 05/07/2022 12:59

Nelson PiquetCharles Coates/Getty Images

Após trechos de entrevistas de Nelson Piquet proferindo termos racistas e homofóbicos a Lewis Hamilton vazarem, o brasileiro participou no fim de semana do Le Mans Classic, evento de carros esportivos antigos.

O ex-piloto voltou a reforçar que não falou nada de errado e afirmou que as críticas são uma retaliação por seu apoio ao presidente Jair Bolsonaro.

“É tudo papo-furado, não sou racista. Não tem nada, nada de errado no que eu disse. O que eu disse foi um termo bem tranquilo. Nós até usamos para alguns dos nossos amigos brancos…”, afirmou o ex-piloto à Motor Sport Magazine.

“Tem tanta besteira acontecendo principalmente no Brasil. Sou muito próximo do presidente Bolsonaro e acho que ele é muito bom para o Brasil. Mas a imprensa no Brasil é muito negativa sobre ele, e tudo que puderem fazer para desacreditá-lo, vão fazer, então se eles me desacreditarem, isso o afeta porque o Brasil sabe que somos próximos” disse Piquet.

Vale lembrar que o brasileiro havia pedido desculpas pelo episódio preconceituoso e afirmou que “a tradução em alguns veículos, agora circulando nas redes sociais, é incorreta”. O ex-piloto também afirmou que mesmo com o episódio gerando alguns problemas, não liga para as críticas.

“Usei esse termo quase um ano atrás em uma entrevista e agora surgem com isso. Até me causou alguns problemas, mas para ser sincero, nem ligo. Aqui (no evento onde estava) eu não tenho obrigação de fazer nada publicamente, nada, só correr um pouquinho, e aproveitei bastante”, concluiu.

Denúncia

Nessa segunda-feira (4/7), Mariana Silva Nunes, promotora de Justiça e coordenadora do Núcleo de Enfrentamento à Discriminação (NED) do Ministério Público do Distrito Federal e dos Territórios (MPDFT), solicitou de maneira formal ao Grande Prêmio, canal no YouTube que divulgou as falas do ex-piloto, o encaminhamento dos trechos para dar seguimento a denúncia de racismo apresentada pelas deputadas do PSol Áurea Carolina, Talíria Petrone e Vivi Reis.

Quer saber tudo que rola no mundo dos esportes e receber as notícias direto no seu celular? Entre no canal do Metrópoles no Telegram e não deixe de nos seguir também no Instagram!

 

Mais lidas
Vídeos
Comprar ingresso para o jogo (Cruzeiro contra Chapecoense)
Últimas notícias