Enaldinho: conheça o youtuber que é sensação com o público infantil

O jovem é um fenômeno na internet, com mais de 11 milhões de seguidores no YouTube

Phillipe Guimarães/DivulgaçãoPhillipe Guimarães/Divulgação

atualizado 20/09/2019 18:52

Nas últimas semanas, o nome de Felipe Neto rompeu a bolha de usuários do YouTube e chegou a toda a população brasileira. Concorde-se ou não com as ações do youtuber carioca, uma coisa é fato: os criadores de conteúdos da plataforma de vídeo possuem uma legião de fãs e são capazes de influenciar milhões de pessoas. É este o universo de Enaldo Lopes de Oliveira Filho, que aos 21 anos lidera um séquito numeroso na internet. Dono do canal Enaldinho, o jovem nascido em Belo Horizonte leva a sério o ofício. Com cerca de 15 funcionários e parcerias comerciais com marcas como a Hot Wheels, ele prova que há muito profissionalismo por trás dos seus vídeos de trolagens.

Com 11,9 milhões de seguidores, o empreendedor digital aproveita o sucesso para divulgar outras facetas, a mais recente é a de escritor. Com Enaldinho — A Lenda do Zap (Astral Cultural), lançado na polêmica Bienal do Rio, o autor passou a figurar entre os mais vendidos do país: sexto lugar na categoria infantojuvenil e 18º na lista nacional, de acordo com os dados do portal Publish News.

A Lenda do Zap sugere brincadeiras, que são derivadas de uma série dos vídeos campeões de likes do canal. “No livro, o leitor tem que cumprir vários desafios em formato de jogos para acompanhar a história. É muito divertido e estou muito feliz com o resultado”, ressalta o influencer, que também assina O Mundo Louco de Enaldinho (2018), destaque absoluto na Bienal Internacional do Livro de São Paulo no ano passado.

Trajetória

Em 2016, quando Felipe Neto – primeiro youtuber a conquistar 1 milhão de inscritos no Brasil, em 2010 – já era um titã da internet, Enaldinho, à época com 18 anos, ainda dava os primeiros passos no YouTube. “Eu olhava e tinha muita vontade de fazer o mesmo, pensava como seria divertido trabalhar com isso”, recorda. A inspiração em veteranos como o carioca e Whindersson Nunes levou o mineiro a transformar o hobby em profissão.

No início, além da desenvoltura em frente às lentes, Enaldinho precisou de muito jogo de cintura para colocar os vídeos no ar. “Pegava uma câmera que nem era tão boa com a minha mãe, e, como eu não tinha tripé, empilhava cadeiras e livros para dar a altura e conseguir gravar”, lembra. Os frutos dos esforços não chegaram rapidamente. Os primeiros 200 mil seguidores apareceram devagarinho. “Demorou bastante para eu começar a monetizar e isso é normal. Parece algo fácil, mas realmente não é”, explica.

A virada aconteceu quando o youtuber decidiu entrar numa onda dos EUA, em junho de 2016: a 100 Layers. A moda surgiu quando o canal especializado em esmaltes Simply Nailogical publicou um vídeo no qual a youtuber Cristine passava todos os 116 esmaltes de sua coleção de uma vez. No Brasil, a febre tomou proporções gigantescas, com influenciadores usando todo tipo de material na brincadeira. Os vídeos onde o mineiro aparece empilhando bolacha Oreo, hambúrguer, pão com mortadela e cera de vela (só este último com 9,5 milhões de views) bombaram e o levaram a conquistar o primeiro milhão de inscritos.

Fenômeno

A temática que mistura pegadinhas, experimentos e games conquistou fãs. De lá para cá, o canal Enaldinho já esteve diversas vezes entre os que mais crescem no mundo e, hoje, coleciona 11,9 milhões de inscritos e mais de 1,6 bilhão de visualizações. Sem contar os 2,5 milhões de seguidores no Instagram.  São números grandiosos que, às vezes, metem medo no jovem. “Nunca, nem nos meus maiores sonhos, pensei em chegar neste patamar. E eu tenho consciência que grande parte do meu público é de crianças, e isso traz uma grande responsabilidade para mim”, considera.

Para os produtos do seu vlog divertirem a molecada sem passar mensagens questionáveis, o youtuber toma cuidados com o conteúdo – por exemplo, não falar palavrões, não contar piadas de duplo sentido ou fazer desafios que ponham seus seguidores em situações de risco. “Caso seja algo mais difícil de executar, sempre falo com muita ênfase para pedirem ajuda aos pais, adultos, ou aconselho a não repetir em casa”, garante.

Para o futuro, o youtuber pretende dar continuidade ao projeto teatral Enaldinho Game Show, com o qual viaja por diversas cidades brasileiras de 2017. “Dei uma pausa para o lançamento do livro, mas vamos voltar com tudo em 2020. E também quero fazer novas séries pro canal, estudar bastante e, quem sabe, lançar um terceiro livro”, conclui. O mercado é um dos mais rentáveis para os produtores de conteúdo na internet. Whindersson Nunes, por exemplo, gravou um especial do gênero na Netflix.

Últimas notícias