YouTube tem ótimas produções independentes de terror: veja 4 opções

As histórias na internet não seguem as mesmas regras que as tradicionais: são mais cruas e pessoais

atualizado 06/09/2019 17:24

Não é novidade que o YouTube tem vários cantos inexplorados pelo público em geral. Um desses é o de terror da plataforma. Embora haja filmes de desse gênero populares nos cinemas, as produções do site não têm as mesmas restrições dos blockbusters. São projetos feitos por pessoas normais, que tiveram uma ideia macabra demais para ignorar.

Cada produção tem uma história e simbologia diferentes. Em filmes ou séries de terror, a classificação indicativa pode te dizer quanto medo você vai passar. No entanto, o YouTube não possui essa ferramente: histórias de terror na internet não seguem as mesmas regras das tradicionais, com uma introdução, um conflito e uma resolução. Na web, as tramas são cruas e mais realísticas, explorando os cantos mais sombrios do psicológico humano.

HiImMaryMary

Em um estilo reminiscente de A Bruxa de Blair, Mary Mary conta uma história peculiar. Uma garota acorda em uma casa deserta, que ela sabe ser de seus pais – ou pelo menos uma cópia. No entanto, ela não se lembra de quem é nem como chegou onde está. Ela tem comida, água e eletricidade, além de acesso à internet, mas não consegue se comunicar com as autoridades. As portas que dão acesso ao mundo estão trancadas e as janelas são “inquebráveis”.

A jovem passa seus dias fazendo vídeos para o YouTube e escrevendo em seu blog ou Twitter, registrando o dia a dia. No entanto, à noite, ela é assombrada por um grupo de entidades. Eles a atacam e a perseguem dentro de sua casa. Mary passa a maior parte do tempo descobrindo as regras do universo onde se encontra.

A série conta uma história mais profunda, uma luta de uma garota com os demônios de dentro dela. Os temas tratados na série são extremamente sombrios, abordados de maneira extremamente pessoal. Entre depressão, ansiedade, ataques de pânico e auto-estima: Mary Mary tem que navegar na prisão de sua mente.

Salad Fingers

Outro projeto extremamente sombrio lançado completamente no YouTube é a série Salad Fingers. Esta animação, que fez um sucesso estrondoso, foi desenvolvida por David Firth, um criador de conteúdo de terror. Embora seu foco seja primeiramente em animações violentas, o seriado explodiu em seu canal. O primeiro episódio tem mais de 35 milhões de visualizações.

O protagonista, Salad Fingers é uma das figuras mais estranhas. A trama segue o magricela verde enquanto ele habita um mundo devastado e lida com seus distúrbios psicológicos. Além de ter uma pegada perturbadora, a produção não hesita em mostrar cenas gráficas.

Don’t Hug Me I’m Scared

Talvez a série mais popular de terror do YouTube, Don’t Hug Me I’m Scared foi responsável por inúmeros memes e pesadelos. De cara parece uma produção infantil com todas as cores e personagens divertidos à la Vila Sésamo ou Muppets. Porém, já no primeiro episódio, pode-se ver que as aparências enganam.

DHMIS foi postado no YouTube em 2011 e atualmente tem mais de 56 milhões de visualizações. A série é bem enigmática, e outros criadores de conteúdo do site têm tentado desvendar a simbologia por trás da história. Alguns dizem ser uma crítica à produção de programas infantis, com cada personagem representando o criador, o personagem principal, as crianças e até a emissora que produz o show hipotético.

Local 58

A história que este canal conta é familiar aos que conhecem a transmissão de A Guerra dos Mundos, ocorrida no final dos anos 1930, nos Estados Unidos. Em Local 58, o canal compartilha supostas transmissões de uma televisão local. No entanto, essas transmissões começam a ser adulteradas por uma entidade desconhecida.

Criada por Kris Straub, responsável por outras obras de terror como Broodhollow e Candle Cove, a série usa gravações “encontradas” de um canal de televisão. O episódio mais emblemático é Contingency, que exibe um plano de contingência no caso do rendimento completo dos Estados Unidos assinado por Lyndon B. Johnson, dando a instrução para os cidadãos materem suas famílias, cometerem suicídio e assassinarem outros que não obedeçam às ordens do governo.

Últimas notícias