Pedro Bial chama Bolsonaro de acéfalo, inominável e “desgovernante”

Apresentador detonou atual presidente da República e criticou a postura do governante sobre a vacinação contra a Covid-19

atualizado 17/12/2020 10:49

Pedro BialReprodução/TV Globo

O apresentador Pedro Bial detonou a postura do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) em não apoiar a vacinação em massa contra a Covid-19. Na abertura do Conversa com Bial, da madrugada desta quinta-feira (17/12), o jornalista chamou o governante de “acéfalo” e “desgovernante”.

“Na pandemia desse 2020 nefasto, o Brasil se destacou. Difícil encontrar desgoverno que se compare no mundo. Desde o início, nosso desgovernante tentou negar a gravidade da crise, seguiu inventando remédios falsamente milagrosos. Deu os piores exemplos, sem máscara, sem noção. Causou aglomeração e sabotou ministros da saúde e educação”, começou o apresentador.

Bial continuou criticando a postura do atual presidente da República em relação à vacinação contra a Covid-19. “O inominável contribuiu de forma decisiva para que mais gente morresse. Agora se supera, delirante, ao desprezar a única solução: a vacina. Como disse o próprio acéfalo que hoje ocupa o Palácio do Planalto: morrer todo mundo vai morrer mesmo. Pior quem tem uma vida pela frente”, afirmou.

0

Por fim, o apresentador detonou a decisão do governante em flexibilizar o isolamento social. “A geração das crianças do corona ficará marcada para sempre. Aqui no Brasil, em nome da economia, forçou-se a abertura de tudo. De salões a lotéricas. Viva os shoppings! Comprar é vida. O imperativo de reabrir as escolas? O último da fila. Sequer mencionado”, encerrou.

Veja o trecho abaixo:

Últimas notícias