Ministério Público de SP denuncia ex-BBB Felipe Prior por estupro

Ação acontece dois dias após delegada conclui inquérito e decidir não indiciar o arquiteto por dois crimes de estupro e uma tentativa

atualizado 07/08/2020 11:28

Felipe Prior no BBB20Gshow/Divulgação

O Ministério Público de São Paulo denunciou, nessa quinta-feira (6/7), o ex-BBB Felipe Prior por estupro. A decisão acontece dois dias após a 1ª Delegacia de Defesa da Mulher concluir inquérito e decidir não indiciar o arquiteto por dois estupros e uma tentativa de estupro, supostamente ocorridos em 2014 e 2016.

De acordo com o jornal Extra, os promotores Danilo Romão, da 7ª Promotoria Criminal, e Fernanda Moreti, da Promotoria da Violência Doméstica denunciaram Prior por um crime de estupro que teria acontecido em São Paulo, em 2014.

A denúncia, baseada no artigo 213 do Código Penal Brasileiro, foi encaminhada para 7ª Vara Criminal da Barra Funda e vai tramitar sob segredo de Justiça. Os outros dois casos ligados ao arquiteto, por supostamente terem ocorrido em outros cidades, serão encaminhados aos promotores locais, que decidirão se vão continuar com a denúncia.

Na última terça-feira (4/8), a delegada Maria Valéria Pereira Novaes, da 1ª Delegacia da Mulher de São Paulo, encerrou o inquérito que apurava as acusações de estupro e tentativa de estupro de três mulheres contra o arquiteto.

0

Em entrevista ao portal F5, a delegada explicou a decisão pelo não-indiciamento do suspeito. “Terminei o relatório e encaminhei com tudo que apurei. Eu, como delegada, tenho que me ater ao delito e, pela minha convicção técnico-jurídica, aquele crime, aquele artigo penal, não aconteceu. Isso não quer dizer que ele não vai ser indiciado posteriormente ou que tenha sido absolvido”, afirmou Novaes.

Em nota, a defesa de Felipe Prior afirmou que sua advogada, Carolina Pugliese, sempre acreditou que o arquiteto provaria sua inocência. “O que nós esperamos agora é que o caso seja encerrado para que a justiça se restabeleça e o Felipe Prior retome o curso normal de sua vida”, considerou.

Últimas notícias