Miguel Falabella estrela série musical no Disney+, o primeiro trabalho pós-Globo

Ator, roteirista e diretor interpreta Renato, produtor teatral a quem cabe selecionar o elenco da obra. Série está prevista para próximo ano

atualizado 23/09/2021 17:12

Disney+/Divulgação

O Disney+, plataforma de streaming da gigante norte-americana de entretenimento, anunciou a produção de uma série musical inteiramente desenvolvida no Brasil. Criada, dirigida e estrelada por Miguel Falabella, O Coro: Sucesso, Aqui Vou Eu traz ao público a história de jovens adultos que buscam uma vaga numa companhia de teatro.

Segundo a produtora, a obra estará disponível em 2022, com 10 episódios de 45 minutos cada. Este é o primeiro trabalho de Falabella após deixar a Globo, em junho, após quase 40 anos na emissora.

A trama se inicia quando os artistas passam num primeiro teste para a peça e começam a descobrir o mundo do teatro, e a partir daí redescobrem elementos das próprias vidas, sejam sonhos antigos ou novos amores. Uma pitada de suspense é adicionada pela incerteza de quem seguirá ou não na seleção de elenco para a produção teatral. Com trilha sonora original – e também 100% brasileira, com músicas de nomes como Pixinguinha, Raul Seixas, Rita Lee e Chico Buarque –, a série tem Renato, produtor da peça fictícia, como protagonista

O ex-global divide a direção com Cininha de Paula e o roteiro com Rosana Hermann. Ambientada em São Paulo, a série é assinada pela Disney+ Original Productions, pela Formata Produções e Conteúdo e pela Nonstop. “O Coro: Sucesso, aqui vou eu” é uma das produções dentro do projeto da plataforma de incentivar obras locais. A série é, também, uma espécie de reencontro de Falabella com Cininha e Hermann, já que os três estiveram juntos em “Sai de Baixo”. Escalado no elenco, Daniel Rangel também volta a trabalhar com o renomado ator, roteirista e diretor, com quem dividiu cenas em “Eu, a Vó e a Boi”, da Globoplay.

O ator tem publicado fotos da produção em seu Instagram. A mais recente é um registro de Falabella contracenando com Sara Sarres (Marrita). Na mesma rede social, há duas semanas, ele anunciou aos seguidores que estava retornando à atuação, função na qual ganhou destaque entre as décadas de 1980 e 1990.

Mais lidas
Últimas notícias