Léo Lins surge amordaçado e algemado após piada e demissão do SBT

O comediante foi demitido do SBT após fazer piada com uma criança com hidrocefalia durante um show de stand-up comedy

atualizado 05/07/2022 11:55

Léo LinsReprodução/Instagram

Após ser demitido do SBT por fazer piada com uma criança com hidrocefalia, o humorista Léo Lins insinuou que sofreu censura. Isso porque o comediante postou uma foto em que está amordaçado e algemado nos Stories, mesma imagem que usou em outras ocasiões para citar supostos episódios de cancelamento.

Além da foto, Lins também publicou um vídeo no feed do Instagram, onde faz uma analogia com uma agulha. Sem citar as polêmicas recentes em que se envolveu, ele diz que a agulha serve para estourar bolhas e tornar as pessoas mais resistentes.

“O mundo hoje é feito de bolhas. As piadas são agulhas, então elas devem ser extintas. A agulha pode estourar o seu mundo de fadas e a proteção da sua frágil bolha. Mas também é por meio delas que anticorpos podem ser introduzidos no seu corpo e torná-lo mais forte”, disse em um trecho.

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Uma publicação partilhada por Leo Lins (@leolins)

Ele ainda deixou claro que o seu show de stand-up comedy que fará em Fortaleza, no Ceará, no dia 30 de julho, está praticamente esgotado.

0
Entenda

Léo Lins foi demitido do SBT, nessa segunda-feira (4/7), após fazer uma piada com uma criança com hidrocefalia.

“Eu acho muito legal o Teleton, porque eles ajudam crianças com vários tipos de problema. Vi um vídeo de um garoto no interior do Ceará com hidrocefalia. O lado bom é que o único lugar na cidade onde tem água é a cabeça dele. A família nem mandou tirar, instalou um poço. Agora o pai puxa a água do filho e estão todos felizes”, disse Leo Lins, causando indignação na web e depois na empresa em que trabalhava.

Após a repercussão, a área de recursos humanos da emissora convocou o humorista na tarde dessa segunda-feira (4/7) para informá-lo sobre sua demissão. “Ele não tem mais contrato conosco”, diz a nota da emissora enviada ao Metrópoles.

Segundo o Em Off, a decisão da emissora, autorizada por Silvio Santos e a alta cúpula do SBT, é irreversível, já que a família Abravanel é responsável pelo Teleton, arrecadação beneficente que mantém as unidades da Associação de Assistência à Criança Deficiente (AACD) abertas em todo o país.

Quer ficar por dentro do mundo dos famosos e receber as notícias direto no seu Telegram? Entre no canal do Metrópoles: https://t.me/metropolesfamosos 

Mais lidas
Últimas notícias