*
 

O Coletivo do Quadrado, criado em 2015 para fortalecer artistas do Distrito Federal, volta ao Sesc Garagem para mais uma noite temática. Em sua quinta edição, o projeto “Som de Pretu” ocupa o palco nesta terça (14/11) e dá preferência a artistas negros da cidade.

Carioca radicado em Brasília e um dos criadores do Quadrado, Be Bel adianta músicas de seu próximo disco. Articulando estilos como samba, ijexá e rock, o compositor conta com participações dos rappers GOG, autor do recente álbum “Mumm-ra High Tech”, e Nat Afonso, cantora que já fez outras participações em espetáculos do coletivo.

 

Contém Dendê, banda criada para o espetáculo “Pentes”, permaneceu após a temporada da peça. As integrantes Anne Caroline Vasconcellos, Bruna Tassy, Fernanda Jacob, Fernanda Pinheiro, Larissa Umaytá, Letícia Fialho e Sam Defor abordam o universo das mulheres negras por meio da percussão.

Outra atração do “Som de Pretu” é o Samba de Marola, grupo escolhido para fechar a noite. Responsável por rodas de samba gratuitas todas as segundas, no Conic, o coletivo traz repertório de versões e faixas autorais.

Cantam e tocam no grupo os músicos Chico Teixeira (tantã e voz), Leandro Sant’Anna (tamborim e voz), Bebeto Freire (percussão geral), Davi Senna (pandeiro), Guilherme Valério (repique de mão e caixa), Pedro Molusco (cavaco e voz), Dudu Sete Cordas (violão), André Costa (bateria) e Rômulo Chagas (surdo).

Coletivo do Quadrado – Som de Pretu
Terça (14/11), às 19h30, no Teatro Sesc Garagem (913 Sul). Ingressos: R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia). Não recomendado para menores de 14 anos.

 

 

COMENTE

GOGteatro sesc garagemColetivo Do Quadradosom de pretu
comunicar erro à redação