*
 

De Marinho para “Di Marinho”. O primeiro é Lucas Marinho, jovem rapper do Distrito Federal. O segundo, o jogador que ficou famoso tanto pela habilidade com o pé esquerdo – o apelido “Di Marinho” vem da comparação com o argentino Di María, companheiro de Neymar no Paris Saint-Germain – quanto pela famosa entrevista que virou meme. Em 2018, os dois se encontram na música Fique Sabendo, homenagem do brasiliense ao alagoano.

O contato entre os dois começou na internet. Em outra entrevista, desta vez sem gerar tanta atenção da internet, o sempre sincero e gente boa Marinho confessou seu amor pelo rap. Na conversa, citou um certo MC que viu numa batalha de rimas pelo YouTube. Era Lucas Marinho.

O brasiliense, então, fez um print screen da entrevista e postou a imagem em sua conta no Instagram, marcando o jogador na publicação. Não deu outra. Os dois passaram a trocar mensagens por telefone quando surgiu a ideia de fazer uma música sobre a carreira de “Di Marinho”.

“Ele me mandou a história dele por zap, um textão. Fiz uma letra, fui no estúdio, gravei e mostrei pra ele por WhatsApp mesmo”, diz o músico. Passando férias em Salvador, o atacante gostou tanto da homenagem que convidou o xará para gravar um clipe na capital baiana. Foi quando os dois se conheceram pessoalmente e até bateram uma bolinha.

A batida perfeita: rap e futebol
“Ele é um cara muito humilde, bem tranquilo. Tive oportunidade de ver ele jogando no vídeo. Inclusive levei uma caneta dele no jogo”, brinca o rapper, que contou com colaboração de Lerym, da Tribo da Periferia, no refrão de Fique Sabendo.

“Di Marinho” foi revelado para o futebol brasileiro na hilária entrevista de 2015, quando jogava no Ceará. Ele também mostrou dentro das quatro linhas que merecia atenção do público e da mídia. Depois de passagem discreta no Cruzeiro, fez um belo Campeonato Brasileiro pelo Vitória em 2016: 12 gols e liderança nas estatísticas individuais de dribles certos e faltas sofridas.

No começo de 2017, mesmo especulado como reforço em vários grandes times brasileiros, sobretudo o Flamengo, Marinho foi vendido para o Changchun Yatai, da China, destino de vários jogadores nacionais nos últimos anos. Titular absoluto da seleção brasileira, o volante Paulinho saiu de lá recentemente para jogar com o craque Messi no Barcelona.

As coincidências entre os Marinhos não ficam apenas nos nomes – o jogador foi batizado como Mário Sérgio Santos Costa. Ambos nasceram em 1990, com cinco meses de diferença. E nutrem paixões equivalentes por rap e futebol.

Lucas Marinho começou no rap aos 17 anos, arriscando seus primeiros versos em um trabalho de escola. Já na estreia em concurso de rimas, venceu a Batalha do Neurônio.

Além da faixa em homenagem a “Di Marinho”, o rapper acaba de lançar o primeiro CD com seu grupo, o BesouroBass, intitulado “Até que a Vida Acabe”, e atualmente trabalha na produção de um álbum solo.

 

 

COMENTE

mc marinhomarinhomarinho jogadorfique sabendolerymdi marinhoChangchun Yatai
comunicar erro à redação

Leia mais: Música