Gilberto Gil faz depoimento emocionante sobre o racismo

O cantor revelou quando começou a sentir os efeitos do preconceito racial na vida

atualizado 06/08/2020 13:42

Gilberto GilDivulgação

O cantor Gilberto Gil, em entrevista no Conversa com Bial, fez um depoimento emocionante sobre o racismo. O ícone da MPB afirmou que a preconceito racial entrou na sua vida ainda na adolescência.

Gil conta que teve contato com o racismo quando já era adolescente, quase adulto, após ser enviado para estudar em um colégio de elite.

“Eu só fui perceber essas questões muito depois, na adolescência, na idade quase adulta. Foi no ginásio quando começou um pouco, pois meus pais me mandaram para um colégio da elite onde o número de negros era muito pequeno; de 400 alunos, tinha 10 negros na melhor das hipóteses”, relatou o cantor.

Aos 78 anos, Gilberto Gil considera Jorge Ben uma influência positiva para se atentar ao racismo.

“Jorge era uma afirmação clara da grandeza do negro com aquele seu canto expressivo, sua poesia, seu versejar e a beleza que trazia aos temas negros de ser”, lembrou.

Últimas notícias