Exposição no DF homenageia obra do poeta italiano Dante Alighieri

Instalada no Salão Negro do Congresso Nacional, a mostra propõe uma viagem pelo trabalho e vida do poeta italiano

atualizado 13/10/2021 15:28

Dante AlighieriDivulgação

Sete séculos após a sua morte e por ocasião da Semana da Língua Italiana no mundo, Dante Alighieri terá vida e obra celebradas por uma exposição montada no Salão Negro do Congresso Nacional. A mostra Dante 700 Anos: Os Olhos de Beatriz será inaugurada em 19 de outubro, às 17h30, e ficará aberta à visitação de 20 de outubro a 17 de dezembro.

Realizada pela Câmara dos Deputados e pela Embaixada da Itália, a exposição tem curadoria de Marco Lucchesi, presidente da Academia Brasileira de Letras e estudioso da obra de Dante.

Durante a solenidade de abertura da exposição, o embaixador da Itália, Francesco Azzarello, doará um valioso fac-símile da obra Codice Palatino 313, que passará a integrar o acervo da Biblioteca da Câmara. Na mesma ocasião, todos os convidados receberão uma cópia do livro Dante 700 Anos: Os Olhos de Beatriz, projeto que pretende ser uma contribuição aos estudos sobre Dante em língua portuguesa.

0
Divina Comédia

A mostra resgata a atualidade da Divina Comédia, principal obra do poeta florentino e um dos maiores monumentos literários da história do Ocidente. Nela, Dante, que também foi político e prior de Florença, expressa, em poesia sublime, toda a riqueza de seu pensamento filosófico, teológico, moral e político. Sendo um clássico, a Divina Comédia traz em seus mais de 14 mil versos uma miríade de temas perenemente atuais, tais como o amor, o mal, a busca pelo sentido da existência, o aspecto moral intrínseco à política, o perdão, e tantos outros.

Na exposição, o espectador vai embarcar em uma excursão aos três reinos da Divina Comédia, monumental trabalho do poeta que é celebrado em todo mundo, tendo sido traduzido para quase todas as línguas. Como Dante caminha pelo Inferno, o Purgatório e o Paraíso, assim também o fará o visitante, adentrando o universo cosmológico e simbólico da obra dantesca.

Ao longo do caminho, a mostra proporciona uma imersão no conteúdo obtido a partir de diferentes instituições, com reprodução de imagens da Biblioteca Nacional e da Biblioteca da Câmara. Passará pela forte presença de Dante no Brasil, incluindo o Carnaval do Rio e propostas teatrais, como a coreografia de 300 dançarinos assinada por Regina Miranda nos anos de 1990 no Museu de Arte Moderna do Rio (MAM-RJ).

No cenário, livros raros da Câmara, traduções e estudos da Divina Comédia em livros, folhetos e cordéis, narrações e filmetes históricos. Destaque também para o Dante que emerge de discursos proferidos na Câmara dos Deputados, do século 19 ao 21; e a perspectiva ética e política mais alta da Divina Comédia, que demarca a singularidade da visão de Dante enquanto místico, filósofo, político e poeta.

Módulos

Em Dante 700 Anos: Os Olhos de Beatriz, são propostos nove módulos mais um (total de 10), como ele fez na Divina Comédia, acrescentando um canto ao Inferno para resultar em número redondo total de 100 cantos: Inferno 33 (+1), + Purgatório (33) + Paraíso (33).

O primeiro módulo é dedicado à vida de Dante, a Florença, às cidades estados, ao império e ao papado. Do segundo ao quinto módulo, o foco é a Divina Comédia, com uma viagem do espectador do Inferno ao Paraíso. Do sexto ao nono, a exposição situa Dante no Brasil, com sua influência na obra de poetas brasileiros; as traduções de sua obra desde as primeiras edições, no século 19; e o Dante político, influente inclusive no parlamento brasileiro. A décima e última parada traz as imagens do balé de Regina Miranda.

Exposição Dante 700 Anos: Os Olhos de Beatriz
Data: de 20 de outubro a 17 de dezembro
Local: Salão Negro do Congresso Nacional
Visitação: Segundas, quintas e sextas: das 9h às 17h, para o público em geral, mediante prévio agendamento pelo telefone (61) 3216-1770
Terças e quartas: das 9h às 17h, para o público interno do Congresso Nacional
Entrada gratuita

Últimas notícias