Claudia Leitte é chamada de “genocida” após show com aglomeração em SP

Trio da cantora foi a principal atração da Festa Blow Out, realizada nesse sábado (27/11) na capital paulista

atualizado 29/11/2021 16:03

Claudia Leitte compartilhou em suas redes sociais fotos e vídeos que mostram o público da festa em São PauloReprodução

São Paulo – Acompanhada de seu trio elétrico, Claudia Leitte foi a principal atração da Festa Blow Out, que ocorreu nesse sábado (27/11), no estacionamento do Espaço das Américas, na capital de São Paulo. Após imagens e vídeos do show viralizarem neste domingo (28/11), a cantora foi acusada de promover aglomeração enquanto uma nova cepa de coronavírus preocupa especialistas.

No Twitter, a hashtag #ClaudiaLeitteGenocida apareceu entre os assuntos mais comentados. As publicações nas quais a cantora falou sobre o evento foram inundadas de comentários com críticas por causa da atitude.

0

Vamos que vamos! A Saúde vemos depois! Hipocrisia no ar”, comentou o internauta Rafael Machado em post que a cantora falava estar pronta para a festa que começou às 13h e seguiu até à noite. 

Veja registros da festa com Claudia Leitte

A legenda das publicações em que Claudia Leitte compartilhou vídeos e fotos da Festa Blow Out trazia a mensagem: “evento realizado com limitação de público, exigência de comprovante de vacina e outras exigências sanitárias estabelecidas pela Secretaria de Saúde de São Paulo”. A internauta Beatriz Bossato comentou: “Deu pra perceber ‘a limitação do público'”.
Pelas imagens também é possível notar que a maior parte do público do evento não usava máscara facial contra Covid-19, cuidado que ainda é exigido na cidade de São Paulo.

Críticas seletivas

Por meio de nota enviada pela assessoria de imprensa, Claudia Leitte destacou que o show em formato trio respeitou todas as normas de saúde impostas pelo Governo do Estado de São Paulo. De acordo com a cantora, o evento recebeu três mil pessoas que comprovaram vacinação completa contra Covid-19.
“É válido mencionar que assim como o show de Claudia, outros tantos vêm acontecendo no Brasil e não foram criticados ou colocados em xeque em relação aos cuidados com a saúde do público. E não só shows, como também rodeios e estádios de futebol”, informou o comunicado.
“Cabe apenas refletir sobre essas críticas seletivas e aos ataques, totalmente inconcebíveis e desrespeitosos com a artista”, complementou a nota da artista.

Exigências sanitárias

A prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal da Saúde (SMS) e da Coordenadoria de Vigilância em Saúde (Covisa), respondeu ao Metrópoles que pelas regras atuais não há mais limite de pessoas em estabelecimentos comerciais.
O órgão municipal também afirmou que, desde o dia 1/7/2020, orienta as pessoas sobre a importância e a necessidade do uso correto de máscaras de proteção facial, no entanto não há ações punitivas ou aplicação de multas.
Já a Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo respondeu ao Metrópoles que não foi acionada pela organização da festa Blow Out e reforçou que o uso de máscaras é obrigatório em todo o território estadual.
“O acesso aos eventos culturais, esportivos e de lazer localizados no Estado de São Paulo devem seguir protocolos sanitários para proteção individual e coletiva de toda a população, conforme estabelecido em resolução estadual publicada em 5/11”, disse a secretaria em nota.
De acordo com a pasta, o não cumprimento das normas vigentes está sujeito a autuações previstas na legislação sanitária. No entanto, o órgão estadual não esclareceu se o show de Claudia Leitte desobedeceu alguma regra nem se a organização será penalizada.

Mais lidas
Últimas notícias